Amazonas registra mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos, diz FVS

O Amazonas registrou mais dois casos suspeitos de varíola dos macacos nesta sexta-feira (29), segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). Na última quarta-feira (27), o órgão confirmou o primeiro caso da doença no estado.

Os dois novos casos suspeitos são de dois homens, com idade entre 20 e 30 anos, com histórico de viagem recente a outros estados brasileiros.

Os casos foram notificados nos dias 27 e 28 de julho deste ano. As investigações dos dois casos seguem a cargo do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Manaus (CIEVS-Manaus) da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus.

Conforme as investigações do CIEVS Manaus, os dois homens apresentaram adenomegalia (aumento dos gânglios linfáticos do pescoço), dor de cabeça, náuseas, vômito, fraqueza muscular, febre, dor de garganta e erupções na pele em evolução sugestivas para Monkeypox.

Os dois pacientes foram atendidos pela Fundação de Medicina Tropical – Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), em Manaus.

A amostra de um dos pacientes foi coletada e encaminhada ao Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen-AM), na FVS-AM. O segundo caso suspeito está em investigação e a amostra, quando coletada, será também encaminhada ao Lacen-AM.

As amostras serão submetidas a exames realizados pelo Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia). Por protocolo nacional, uma segunda amostra de cada um dos pacientes será encaminhada ao Lacen da Fundação Ezequiel Dias (Lacen/Funed), em Minas Gerais, também para diagnóstico.

Conforme a FVS-AM, os pacientes encontram-se estáveis, recuperando-se em domicílio e em isolamento. A investigação domiciliar acerca do caso segue, pelo CIEVS Manaus.

Até esta sexta-feira (29), o Amazonas apresenta um caso confirmado para Monkeypox. O paciente encontra-se estável, recuperando-se em domicílio e em isolamento.

G1AM