Amordaçada e amarrada, mulher é resgatada de cárcere privado em hotel no Centro de Manaus; crianças também estavam em quarto

Uma mulher, de idade não divulgada, foi resgatada de uma situação de cárcere privado em um hotel no Centro de Manaus, na noite de quinta-feira (28). A ação ocorreu durante fiscalização. A vítima estava amordaçada, amarrada e com sinais de agressão. A polícia também encontrou crianças no quarto. Um homem de 44 anos foi preso em flagrante pelos crimes.

O resgate da mulher ocorreu durante uma ação da Central Integrada de Fiscalização (CIF), da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Segundo a SSP, agentes da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) faziam uma revista no hotel quando encontraram a mulher em um dos quartos. Ela estava amordaçada e com os braços e as pernas amarradas. A vítima também apresentava sinais de agressão física.

“Quando abrimos [a porta do quarto], a mulher estava amarrada no chão, as crianças em cima da cama e o homem com alguns arranhões. Constatamos que ele havia amarrado ela e, por alguns hematomas no rosto, também identificamos uma situação de violência”, explicou a delegada Elizabeth de Paula, titular do 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

 

A SSP não informou a quantidade de crianças resgatadas do quarto nem quanto tempo as vítimas estava no local.

Após constatar a situação, a polícia acionou a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e o Conselho Tutelar para dar apoio à mulher e às crianças. O homem foi preso e encaminhado à Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM).

Operação CIF

 

Dois estabelecimentos foram autuados durante a ação da Central Integrada de Fiscalização (CIF). Além do homem que foi preso por manter a mulher em cárcere privado, os policiais também efetuaram a prisão de um homem por porte ilegal de arma de fogo.

Ao todo, os agentes da CIF fiscalizaram 12 locais, entre hotéis, pousadas e demais estabelecimentos comerciais, com o objetivo de combater crimes. A ação envolveu a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, entre outros órgãos.

Um mercadinho foi autuado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e a Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus) por falta de documentação obrigatória. Uma distribuidora também foi autuada por irregularidades.

G1AM