Após desmaio em campo de Eriksen, Dinamarca é derrotada pela Finlândia na Eurocopa

De todas as vitórias que vimos no dia 2 da Eurocopa, a mais especial tem relação com Christian Eriksen e com o grupo responsável pelo atendimento médico no Parken Stadium, em Copenhague. Mesmo que a Dinamarca tenha sido derrotada por 1 a 0 para a Finlândia, a sensação geral é de que a maior alegria é saber que o meio-campista da Inter de Milão está vivo, consciente e bem de saúde.

O susto aconteceu aos 43 minutos de partida, quando o meia de 29 anos caiu sozinho em lance perto da linha lateral e causou preocupação em todos os presentes. Assustados, seus companheiros de seleção cercaram o local enquanto os médicos atuavam

O atendimento durou cerca de 15 minutos. Depois disso, Eriksen foi retirado do campo pela equipe médica, que seguiu cercada pelos demais dinamarqueses. Os torcedores presentes, muitos chorando, aplaudiram, mandando forças ao jogador. A namorada do atleta, Sabrina Jensen, estava no gramado e recebeu apoio de jogadores da seleção.

Eriksen foi levado para um hospital e fica a menos de 20 minutos do estádio e, após exames, vieram as boas notícias. Segundo a Uefa, o jogador está “estável e acordado”. O empresário do atleta , Martin Schoots, afirmou que Eriksen está bem e conversando.

Já o diretor da Federação da Dinamarca, Peter Mooler, declarou que o meia conversou com seus companheiros direto do hospital por uma chamada de vídeo. A conversa foi essencial para que os jogadores retornasse à partida.

— Nós entramos em contato com ele, e os jogadores conversaram com Christian (Eriksen). Essas são as boas notícias. Ele está bem, e todos vão jogar a partida para o Christian — declarou.

Minutos após Eriksen ser retirado de ambulância do estádio, a Uefa determinou que a partida fosse suspensa. Porém, de acordo com a entidade, os jogadores das duas seleções entraram em consenso para que a bola voltasse a rolar após mais de 1h de paralisação. Apesar do gesto honroso, a Dinamarca não conseguiu confirmar o favoritismo diante da estreante Finlândia.

Jensen, que substitui Eriksen, foi quem perdeu a bola no contra-ataque finlandês, que acabou com gol marcado por Pohjanpalo, o primeiro da história da seleção em Eurocopas.

Minutos depois, Hölbjerg teve a chance do empate da Dinamarca em pênalti sofrido por Poulsen. Porém, a cobrança foi fraca, nas mãos do goleiro Hradecky. Pênalti esse que seria cobrado por Eriksen se estivesse em campo. Após o apito final, os jogadores da Finlândia prestaram homenagens ao atleta dinamarquês.