Início Brasil Após liminar na Justiça, entrevista de Luva de Pedreiro ao ‘Fantástico’ é...

Após liminar na Justiça, entrevista de Luva de Pedreiro ao ‘Fantástico’ é editada: ‘Tentando me calar’

Informações sobre o desentendimento entre o influenciador e o ex-empresário não puderam ser citadas pela Globo; o mesmo aconteceu com o ‘Domingo Espetacular’, na Record TV

Rio – As entrevistas concedidas por Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro, para o ‘Fantástico’, da TV Globo, e ‘Domingo Espetacular’, da Record TV, exibidas neste domingo (03), tiveram alguns trechos editados devido uma liminar na Justiça. Por conta da decisão, as emissoras não puderam divulgar informações sigilosas do contrato entre o influenciador e Allan Silva Jesus e foram proibidas de mostrar manifestações que fomente discurso de ódio contra o ex-empresário.
No Instagram, Luva de Pedreiro lamentou a situação e fez um grande desabafo: “Aí, minha tropa, agora foi o que deu: estão tentando calar minha boca, de falar a verdade. Quem sentiu foi eu, quem sofreu eu. Entraram com uma liminar aí, que não é para passar a entrevista falando sobre um assunto que todo mundo sabe, na Globo e na Record. Não vai passar mais não. Estão tentando me calar a boca. Quem tá com medo é porque deve. Mas é assim, mesmo: estão tentando me calar. É embaçado, galera. Estou indignado”.
Através de um comunicado, publicado no Instagram, Allan de Jesus explicou porque entrou com um pedido de liminar na Justiça. “Em uma tentativa de preservação de todas as partes envolvidas, até o momento tenho evitado dar declarações. No entanto, diante do descaso da Rede Globo que, em uma atitude leviana para se dizer o mínimo, mesmo notificada e cientificada das ameaças de morte que eu e minha família temos sofrido por conta de inverdades e fatos fora de contexto (o que levou a Justiça a deferir as liminares pleiteadas), ignorou decisão judicial, preciso vir a público”, diz um trecho da nota.
“Lamentavelmente de forma diversa, Iran e sua nova equipe de agenciamento têm direcionado grande parte das suas postagens e falas ao relacionamento que mantínhamos, com mentiras e fatos deturpados tão somente para me acuar, pressionar e me obrigar a fazer um “acordo” no qual sequer me é devolvido o valor que investi no Iran e em sua carreira que, diga-se de passagem, não foi pouco”, destaca outro.
Reportagens cumpriram a decisão
A TV Globo e a Record cumpriram a decisão determinada pela Justiça e informaram os telespectadores sobre a situação. “Iran Ferreira teve sérios desentendimentos com seu primeiro empresário em relação aos seus contratos. Em virtude de uma liminar conseguida na Justiça por esse mesmo empresário, cujo nome não iremos mencionar, estamos impedidos de falar desse impasse e exibir entrevistas sobre o assunto, o que será feito quando não existir mais entraves judiciais”, explicou Roberto Cabrini, no ‘Domingo Espetacular’.
Continua após a publicidade
Já o Fantástico deixou claro que vai recorrer da decisão. “A TV Globo não compactua com discurso de ódio. Ameaças são inaceitáveis em qualquer situação e quem as pratica está sujeito às consequências legais. Divergências sobre questões contratuais devem ser decididas pelo Poder Judiciário, que é o responsável pela aplicação da lei às relações entre as partes. O jornalismo apura – com isenção – todos os lados da notícia e produz conhecimento sobre os fatos. E é direito da sociedade ter acesso a todos os acontecimentos relevantes. A TV Globo entende que a liminar concedida viola a liberdade de imprensa e de expressão, pilares da democracia e protegidas pela Constituição brasileira. Por isso, vai recorrer da decisão. Em cumprimento à decisão judicial, a reportagem não terá as informações vetadas pela liminar”.
Entenda o caso
A polêmica entre Luva de Pedreiro e seu ex-empresário Allan Jesus começou com uma live no Instagram no fim do mês passado. Na ocasião, o influenciador disse que faria uma pausa na carreira e, logo depois, parou de seguir o empresário nas redes sociais. O site “Metrópoles”, então, noticiou que o influenciador possuía apenas R$7500 nas contas.  Os valores assustaram os internautas, e muitos questionaram uma falta de transparência de Allan Jesus com o cliente.
Dias depois, Luva revelou que estava sem acesso do WhatsApp e TikTok, o que corroborou para novos questionamentos sobre a relação de Luva com o antigo empresário. Allan Jesus se defendeu das acusações, afirmou que Luva receberia quantia milionária e revelou que vem sofrendo ameaças de morte. O influenciador digital passou a ser assessorado pela agência que cuida da carreira de Falcão. O Rei do Futsal. O acordo foi firmado na última semana, mas o ex-empresário ainda alega uma pendência por meio de uma multa de rompimento contratual que, segundo Allan Jesus, é de R$ 5,2 milhões.
ODIA