Início Interagindo no Esporte Atacante ganha em primeira instância e receberá mais de R$ 133 mil...

Atacante ganha em primeira instância e receberá mais de R$ 133 mil do Botafogo na Justiça

Representado pelo advogado Neimar Queisada, o atacante, hoje no Anápolis, cobra verba referente a rescisão, férias, 13º Salário de 2019, salário em atraso, FGTS não recolhido e indenização por danos morais

O Botafogo ganhou mais um problema na Justiça para resolver. O atacante Igor Cássio, ex-atleta do clube e atualmente no Anápolis (emprestado pela Tombense), entrou na Justiça contra o Alvinegro e ganhou, em primeira instância, o direito de receber R$133.160,00.
Segundo apurou a reportagem com fontes na 1ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, Igor Cássio, que está sendo representado pelo advogado Neimar Queisada, receberá do Botafogo o seguinte:
13º Salário de 2019 – R$16.793,29
Multa do art. 467 da CLT sobre o 13º Salário de 2019 – R$8.422,51
Férias de 2019 + 1/3 – R$30.358,07
Multa do art. 467 da CLT sobre as Férias de 2019 + 1/3 – R$15.179,04
Salário de Dezembro de 2019 – R$2.930,13
Multa do art. 467 sobre o salário de dezembro de 2019 – R$1.473,63
Multa do art. 477 da CLT – R$22.311,18
FGTS – R$10.285,16
Danos Morais – R$10.807,61
Honorários Advocatícios Sucumbenciais – R$11.856,06
Custas Judiciais – R$2.610,98
Hoje com 23 anos, Igor Cássio é cria das categorias de base do Botafogo e deixou o clube em 2021, quando se transferiu para o Porto, de Portugal. Depois foi para a Tombense e, atualmente, atua pelo Anápolis por empréstimo.
ODIA