Atentado contra vereador de Itacoatiara é considerado acerto de contas, diz PC-AM

O atentado contra o vereador Wemerson Barriga, ocorrido na noite deste domingo (18), em Itacoatiara, no interior do Amazonas, está sendo considerado acerto de contas, segundo a Polícia Civil do estado.

O caso aconteceu enquanto o parlamentar jantava com a mulher em um restaurante. De acordo com testemunhas, dois homens chegaram ao local em uma motocicleta. O atirador disparou cinco vezes contra o parlamentar, que tentou correr, mas foi atingido na perna. O suspeito fugiu.

Conforme a PC-AM, há também a hipótese da tentativa de homicídio ter sido motivada por uma disputa por território ligado ao tráfico de drogas.

Segundo a polícia, a investigação já se encontra em estágio avançado. Ainda no domingo, investigadores foram até o Hospital José Mendes, onde o vereador se encontra internado para colher as primeiras informações.

Em depoimento, a vítima informou que passou a receber ameaças de morte no dia 1º de setembro, após o assassinato de um integrante de uma facção criminosa que atua na cidade.

Segundo Wemerson, as ameaças seriam motivadas por ele ser atuante no bairro Piçarreira, onde atua uma facção criminosa rival da qual pertencem os supostos autores do atentado.

G1AM