Atirador mata 14 alunos e um professor em escola no Texas, diz governador

Um atirador matou 14 alunos e um professor em um ataque a tiros nesta terça-feira em uma escola primária na cidade de Uvalde, no estado americano do Texas, segundo disse o governador Gregg Abbott.

Abbott disse que o atirador era um jovem de 18 anos que havia abandonado seu veículo e entrado na escola com um revólver e possivelmente um rifle. O ocorrido marca o ataque a tiros em escola mais mortal da história do Texas, segundo a agência de notícias AP, e ocorreu quatro anos depois que um atirador matou dez pessoas em uma escola secundária na cidade de Santa Fé.

— Ele atirou e matou horrivelmente, incompreensivelmente, 14 alunos e um professor — disse o governador republicano, acrescentando que o atirador era morador da cidade e provavelmente foi morto por policiais no local, mas que o ocorrido ainda estava sendo investigado.

Anteriormente, o Departamento de Polícia de Uvalde havia informado que o suspeito do ataque estava sob custódia policial.

Ainda não está claro quantas pessoas além das mortas teriam sido feridas. Até o momento, o Hospital Memorial de Uvalde, para onde teriam ido a maioria das vítimas, relatou apenas duas crianças mortas e outras 14 feridas.

Mais cedo, o hospital informara que “vários” alunos da escola, a Robb Elementary School, estavam sendo tratados na sala de emergência.

Outro hospital, o University Health em San Antonio, disse que havia recebido dois pacientes do ataque: uma menina de 10 anos e uma mulher de 66. Ambas estavam em estado crítico, segundo o hospital.

A porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, afirmou que o presidente Joe Biden foi informado sobre o tiroteio enquanto retornava de sua viagem à Ásia.

— Suas orações estão com as famílias impactadas por este terrível evento e ele falará esta noite quando voltar à Casa Branca — disse a porta-voz.

Uvalde é uma cidade pequena do Texas, com cerca de 16 mil habitantes e a cerca de 270 quilômetros de Austin, a capital do estado.