Cetam e Sedecti ofertam 200 vagas para curso de instalador de painéis solares, no AM

O Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) vão ofertar o curso de Qualificação Profissional de Instalador de Sistemas Fotovoltaicos. Serão 200 vagas.

O curso é gratuito, e as inscrições começam às 8h desta terça-feira (26).

De acordo com o Cetam, o curso é inédito no Amazonas. “O curso foi idealizado com o intuito de proporcionar o desenvolvimento econômico, tecnológico e de inovação no Amazonas; e o desenvolvimento das competências e habilidades técnicas para o egresso operar e manter sistemas dessa natureza”, informou a instituição.

As 200 vagas foram divididas em 120 para a capital e 80 para os dois municípios do interior, Itacoatiara e Parintins.

Inscrições

 

As inscrições terão início nesta terça-feira e seguirão até as 23h59 de quarta-feira (27).

Conforme o Cetam, a inscrição é feita exclusivamente via internet, pelo endereço eletrônico http://www.concursoscopec.com.br.

Curso

 

Com carga horária de 120 horas, o curso será realizado entre 8 de agosto a 26 de setembro, na modalidade presencial.

Em Manaus, as aulas serão ofertadas na unidade do Galileia, na escola profissionalizante Estelio Dalison e no Instituto Benjamin Constant (IBC).

Demanda

 

A oferta do curso de Instalador de Sistemas Fotovoltaicos partiu de uma solicitação da Sedecti, por meio da Secretaria Executiva de Mineração, Energia, Petróleo e Gás (Semep).

“A alta demanda de profissionais qualificados para a energia solar em nossa região está sendo contemplada com esta parceria com a Sedecti. A tendência é de ampliação e de alta empregabilidade”, ressaltou o diretor-presidente do Cetam, professor José Augusto de Melo Neto.

A Sedecti disse entender que o Amazonas detém um grande potencial para geração de energia fotovoltaica (solar), que é sustentável e limpa.

De acordo com estudos do setor, o Amazonas possui uma irradiação global horizontal de 4.825 Wh/m2, o que torna viável o aproveitamento da energia solar para geração de eletricidade.

“Além disso, em 2020, o Governo do Amazonas criou a Lei Estadual No 5.350 (22 de dezembro de 2020) que diz respeito à Política Estadual de Incentivo ao Aproveitamento de Fontes Renováveis de Energia e Eficiência Energética”, destacou secretário-executivo de Mineração, Energia, Petróleo e Gás da Sedecti, Marco Antônio de Oliveira Villela.

“O projeto da Lei foi formulado no âmbito da Sedecti e permite estimular o aproveitamento de fontes renováveis de energia e também tem como foco a interiorização do desenvolvimento sustentável no Amazonas, fomentando programas de capacitação e formação de recursos humanos para se utilizar de forma eficaz, o sistema de energia solar”, detalhou Villela.

G1AM