Contas bancárias de Pabllo Vittar são bloqueadas pela Justiça do DF, por causa de dívida

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) bloqueou as contas bancárias da cantora Pabllo Vittar por causa de uma dívida. Segundo o processo, o débito é referente a compra de um apartamento em Uberlândia (MG).

 

As contas da artista foram bloqueadas no dia 9 de setembro. De acordo com a Justiça, a artista não pagou os juros do imóvel, que foi quitado fora do prazo.

A advogada da artista, Elisabete Abelino dos Santos, disse ao g1, por telefone, que não vai se manifestar.

De acordo com o processo, Pabllo Vittar comprou um imóvel em Uberlândia, no valor de R$ 146 mil, em 13 de fevereiro de 2017. A cantora pagou R$ 36 mil à vista, e combinou quitar o restante – R$ 110 mil – até o dia 20 de abril de 2017.

Entretanto, segundo a decisão, parte do valor – R$ 99.050 – só foi pago três meses após o acordo, em 24 de julho de 2017. No dia 31 de outubro do mesmo ano, a cantora quitou o restante, com um cheque no valor de R$ 11.080,78.

No processo consta ainda que, por causa do atraso no pagamento, houve juros contratuais. Entretanto, esse valor não foi pago pela artista, e o juiz Ernane Fidelis Filho determinou o bloqueio das contas de Pabllo Vittar.

 

G1