Cruzeiro goleia a Ponte fora e tem chance de conquistar a Série B na sexta-feira

Equipe sai atrás no marcador, vira com ótima atuação no segundo tempo e vai a 71 pontos; Macaca perde chance de encostar no G-4

  • Resumão

     

    Ponte Preta x Cruzeiro - Melhores Momentos

    Ponte Preta x Cruzeiro – Melhores Momentos

    Quem segura o Cruzeiro? O time saiu atrás da Ponte Preta, ainda no primeiro tempo, mas transformou o jogo em goleada. Venceu por 4 a 1, em Campinas, com gols de Zé Ivaldo, Edu e Rafa Silva (duas vezes). O tento da Macaca foi anotado por Felipe Amaral. A partida foi válida pela 32ª rodada da Série B.

  • Quase campeão!

    Com a goleada em Campinas, o Cruzeiro chegou aos 71 pontos e pode ser campeão na sexta-feira. Para isso, precisa de derrotas de Grêmio e Bahia diante de Sampaio e Chapecoense, respectivamente. Caso isso não ocorra, bastará o time vencer o Ituano, na próxima quarta-feira, no Mineirão, que ficará com a taça da Série B.

  • G-4 distante

    A Ponte Preta, que faz uma campanha de recuperação, perdeu a chance de encurtar a distância para o Vasco, quarto colocado, e se meter de vez na briga pelo acesso. O time segue com 43 pontos, a cinco do G-4, e pode terminar a rodada até em 11º.

  • Fim de uma sequência positiva, manutenção de outra

    Diante da necessidade de arrancar em busca de uma das quatro vagas na elite de 2023, a Ponte vinha de três rodadas sem perder, com dois empates e uma derrota. O Cruzeiro, por sua vez, não sabe o que é perder na Série B desde

  • Primeiro tempo

    A chuva que caiu sob Campinas durante praticamente todo o dia prejudicou o gramado, que tinha algumas poças, principalmente no meio-campo. Mesmo assim, a Ponte Preta conseguiu jogar. Dominou os primeiros 30 minutos, com oito finalizações no período, e abriu o placar com Felipe Amaral, após bate-rebate na área. A primeira finalização celeste foi apenas aos 28, quando o time começou a melhorar. Caíque França fez duas boas defesas. Artur e Guilherme Souza assustaram Rafael Cabral em cabeçadas, mas foi Zé Ivaldo quem balançou as redes usando a cabeça. Aproveitou cobrança de falta e empatou, aos 46 minutos.

  • Segundo tempo

    A Ponte assustou praticamente no primeiro lance, mas Rafael Cabral defendeu cabeçada de Artur. Brock respondeu em cobrança de falta. O Cruzeiro teve o controle das ações, apesar de apresentar dificuldades na criação das jogadas. Em uma bola roubada no ataque, Edu não perdoou. Virou o jogo em mais um cruzamento de Filipe Machado: 2 a 1. E a reta final do Cruzeiro foi de um time mortal. Rafa Silva assinou uma pintura, após arrancada do meio-campo, depois transformou a vitória em goleada com um toque sutil de perna direita: 4 a 1.

  • Agenda

    Os dois times voltam a campo apenas na próxima semana, pela 33ª rodada. Segunda-feira, a Ponte Preta visitará o Sampaio Corrêa, às 20h (de Brasília). Na quarta, o Cruzeiro recebe o Ituano, no Mineirão, às 21h30, em duelo que poderá confirmar o título para a equipe celeste.

    GE