Dois homens são presos durante operação contra desmatamento ilegal no Amazonas

Dois homens foram presos, suspeitos de participação em desmatamentos ilegais em municípios do sul do Amazonas, durante a Operação Tamoiotatá 2. Uma das ações criminosas ocorreu na Floresta Estadual Tapauá, Unidade de Conservação do Estado situada no território do município de Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus).

As equipes chegaram até o local após o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) identificar pontos de desmatamento na localidade, por meio do Sistema de Identificação de Desmatamento (SID).

Na localidade, a equipe encontrou um trator de esteira adaptado para desmate, motosserra e espingarda ilegal. — Foto: Divulgação

Na localidade, a equipe encontrou um trator de esteira adaptado para desmate, escavadeira, motosserra e espingarda ilegal e três GPSs usados para identificar locais para possíveis crimes ambientais. Um homem que estava na área, foi detido.

O segundo suspeito foi preso em Canutama (a 619 quilômetros de Manaus), por posse e porte ilegal de arma de fogo. Ambos foram encaminhados à Delegacia de Humaitá (localizada a 590 quilômetros da capital), assim como os materiais apreendidos.

Durante as ações também foi identificado a abertura e manutenção de ramal clandestino em direção à sede do município de Tapauá.

Em todos os casos foram lavrados autos de infração e termo de apreensão dos equipamentos que estavam sendo usados para a prática de crime ambiental.

Operação Tamoiotatá

 

Operação Tamoiotatá  — Foto: Divulgação

A operação tem atuado, desde abril deste ano, contra crimes ambientais no sul do Amazonas – região considerada de maior vulnerabilidade para o avanço do desmatamento e das queimadas ilegais no estado.

Fazem parte da força-tarefa equipes do Ipaam e da Sema, integradas à Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

G1AM