Dose de reforço contra Covid para idosos: veja 9 perguntas e respostas sobre nova etapa em Manaus

A Prefeitura de Manaus anunciou, na segunda-feira (13), o início da aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em idosos a partir de 70 anos. A dose será aplicada em idosos que já tomaram as duas doses da vacina, a partir desta quarta-feira (15).

Conforme a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-RCP), todas as vacinas que serão aplicadas na população para a dose de reforço serão da fabricante Pfizer, independente da marca que a pessoa tenha sido imunizada nas doses anteriores.

Veja abaixo 9 perguntas e respostas sobre a aplicação da dose de reforço em Manaus:

  1. Qual será o primeiro público a receber a dose de reforço?
  2. Quando a dose de reforço deve começar a ser aplicada na população em geral?
  3. Tomei as duas primeiras doses de imunizantes contra a Covid. Quando posso receber a dose de reforço?
  4. As doses de reforço que serão aplicadas são da fabricante Pfizer. Há algum problema para quem recebeu doses de imunizante de outros fabricantes?
  5. Como será a aplicação da dose de reforço no interior do Amazonas?
  6. Quantos idosos devem ser imunizados com a dose de reforço em Manaus?
  7. Como será a aplicação da dose de reforço em imunossuprimidos?
  8. Quais serão os pontos de vacinação para o público em geral?
  9. Outros públicos também vão receber a dose de reforço?

 

1. Qual será o primeiro público a receber a dose de reforço?

 

A partir de quarta (15), poderão receber a dose todos os idosos, que vivem em instituições de longa permanência, de 70 anos ou mais.

Para o primeiro dia de aplicação da dose de reforço, os idosos que vivem na Fundação Dr. Thomas e na Casa São Vicente receberão a vacina. Nos dias seguintes, as equipes de imunização vão até as outras cinco instituições da capital.

3. Quando a dose de reforço deve começar a ser aplicada na população em geral?

 

Segundo a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, o imunizante será liberado para todos os idosos de 70 anos ou mais, que moram em Manaus, a partir da sexta-feira (17), em uma intensificação da aplicação da vacina.

4. Tomei as duas primeiras doses de imunizantes contra a Covid. Quando posso receber a dose de reforço?

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a dose de reforço será aplicada em todos os idosos de 70 anos ou mais, que receberam as duas doses de qualquer imunizante utilizado em Manaus (CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer).

A imunização extra irá acontecer desde que a segunda dose tenha sido aplicada há, no mínimo, seis meses.

5. As doses de reforço que serão aplicadas são da fabricante Pfizer. Há algum problema para quem recebeu doses de outros fabricantes?

 

Em coletiva de imprensa, nesta terça-feira (14), a secretária de Saúde, Shádia Fraxe, explicou que estudos mostraram que aplicação da dose de reforço não traz problemas para quem recebeu as duas primeiras doses de fabricantes diferentes.

A aplicação da vacina da Pfizer para a dose de reforço, segundo ela, é uma recomendação Ministério da Saúde, que será seguida em Manaus.

6. Como será a aplicação da dose de reforço no interior do Amazonas?

 

O governador Wilson Lima anunciou que a dose de reforço, nos demais municípios do Amazonas, será aplicada em idosos acima de 70 anos, idosos de qualquer faixa etária abrigados em unidades de longa permanência e imunossuprimidos, incluindo transplantados.

A campanha de vacinação deve ser realizada pelas respectivas prefeituras municipais.

7. Quantos idosos devem ser imunizados com a dose de reforço em Manaus?

 

De acordo com dados da Semsa, os idosos que receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19 somam 68,8 mil pessoas em Manaus. Todos eles estão aptos para receber a dose de reforço.

8 – Como será a aplicação da dose de reforço em imunossuprimidos?

 

Além dos idosos, o Ministério da Saúde liberou a dose de reforço para as pessoas com alto grau de imunossupressão, incluindo quem tem imunodeficiência primária grave, os que fazem quimioterapia para câncer, os transplantados de órgãos sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras e as pessoas vivendo com HIV/Aids e CD4.

Para estes, a dose de reforço será aplicada 28 dias após a conclusão do esquema vacinal, mas a Semsa ainda vai definir a data em que eles começam a ser vacinados em Manaus.

9. Quais serão os pontos de vacinação para o público em geral?

 

De acordo com a secretária Shádia Fraxe, 48 postos de vacinação devem funcionar de 9h às 19h, a partir de sexta-feira (17), para aplicar a dose de reforço em todos os idosos de 70 anos ou mais, e seguir com a imunização da primeira e segunda doses.

A intensificação deve seguir no sábado (18), de 9h às 16h, segundo a secretária. Os endereços ainda não foram definidos.

10. Outros públicos também vão receber a dose de reforço?

 

Inicialmente, a orientação do Ministério da Saúde é de realizar a aplicação da dose de reforço apenas em idosos a partir de 70 anos e imunossuprimidos. Até esta terça-feira (14), não havia nenhuma orientação sobre a aplicação em pessoas de demais idades e grupos prioritários.

G1AM