Eleitorado do Amazonas cresce quase 10% em quatro anos; TRE explica como será votação em 2022

O eleitorado do Amazonas cresceu 9,5% desde as últimas eleições presidenciais, realizada em 2018, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste ano, um total de 2.647.748 de amazonenses está apto a participar do pleito, 219 mil eleitores a mais do que há quatro anos (veja abaixo perguntas e respostas sobre as eleições).

Em compasso com o restante do país, o número dos eleitores que possuem 16 e 17 anos, cujo voto não é obrigatório, disparou e registrou aumento de cerca de 50%, no estado. São 58.984 eleitores dessa faixa etária, um incremento de quase 20 mil em relação a 2018.

Durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (18), a diretora-geral do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Melissa Lavareda, ressaltou que a adesão desse público se deu especialmente por conta de campanhas do TSE, que envolveram influenciadores digitais, artistas e políticos.

“É um crescimento muito significativo o engajamento dos jovens no processo eleitoral, que neste ano, sem sombra de dúvidas, participarão em maior número das eleições. É uma resposta muito importante a todas as campanhas realizados desde o início do ano, incentivando os adolescentes de 16 e 17 anos tirarem o titulo de eleitor”, ponderou.

Melissa Lavareda, diretora-geral do TRE-AM — Foto: g1 AM

Melissa Lavareda também destacou que 9 mil urnas serão utilizadas durantes as eleições no estado, com a participação de mais de 30 mil mesários.

“Serão 7.900 seções, e mais de 30 mil mesários participarão deste pleito. O inicio do treinamento para o manuseio das urnas eletrônicas com os mesários vai ocorrer a partir de agosto. E já neste mês, as urnas começarão a ser encaminhadas aos municípios do interior do estado”, disse.

A diretora-geral do TRE-AM também defendeu enfaticamente a seguranças e confiabilidade das urnas eletrônicas.

“As urnas são seguras. Desconheço qualquer caso de fraude envolvendo a urna eletrônica no Brasil. Além disso, é bom destacar que 21 urnas, de três seções, serão sorteadas, para que seja verificado o sistema no dia da eleição. Além disso, o sistema está aberto para qualquer auditoria. E em relação ao transporte das urnas, elas vão estar sempre acompanhadas por algum agente, seja das Forças Armadas ou da Polícia Militar”, afirmou Melissa Lavareda .

 

Na coletiva desta segunda-feira, o TRE-AM também destacou outros detalhes do pleito deste ano.

Confira perguntas e respostas sobre as eleições gerais no Amazonas:

 

  1. Quantos eleitores estão aptos a votar no Amazonas?
  2. Quantas urnas serão utilizadas no pleito?
  3. Quantos mesários irão participar das eleições?
  4. Qual será o dia e horário da votação?
  5. As urnas eletrônicas são seguras?

 

Quantos eleitores estão aptos a votar no Amazonas?

De acordo com o TSE, 2.352.330 eleitores estão aptos para votar no Amazonas.

Quantas urnas serão utilizadas no pleito?

O TRE informou que serão utilizadas cerca de 9.200 urnas eletrônicas durante o pleito. Destas, pouco mais de 3 mil são de modelo mais moderno e eficiente.

Quantos mesários irão participar das eleições?

Mais de 30 mil cidadãos participarão como mesário durante as eleições no Amazonas.

Quais serão os dias e horários das votações?

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 2 de outubro.

Caso nenhum dos candidatos à Presidência da República e/ou governo do estado consiga atingir 50% mais um dos votos válidos, o segundo turno das eleições ocorrerá no dia 30 de outubro.

Em ambas as ocasiões, como o Amazonas possui dois fusos horário, as votações para os municípios de Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Ipixuna, Tabatinga, Guajará, São Paulo de Olivença, Jutaí, Itamarati, Pauini e Lábrea ocorrerá das 6h às 15h.

No resto do Amazonas, incluindo Manaus, o eleitor poderá ir às urnas entre 7h e 16h.

As urnas eletrônicas são seguras?

Sim, segundo o TRE -AM e o TSE. Nunca houve caso de fraude comprovado desde que as urnas eletrônicas começaram a ser introduzidas no sistema eleitoral do Brasil.