Emissora de TV tem outras imagens de torcedor do Flamengo assediando repórter

Antes de a bola rolar para a partida entre Flamengo e Vélez Sarsfield, no Maracanã, na quarta-feira, a repórter da ESPN Jéssica Dias foi vítima de assédio de um rubro-negro nos arredores do estádio. O torcedor deu um beijo na bochecha da jornalista e deixou o local logo depois, mas foi encontrado pela equipe da emissora e detido pela polícia. O episódio transmitido ao vivo, porém, não foi o único.

Segundo reportagem do UOL, a emissora possui imagens de outros atos do assediador Marcelo Benevides Silva à repórter, que não foram ao ar. Os cinegrafistas da ESPN alertaram os policiais sobre o assédio, e o torcedor foi levado à 18ª delegacia, na Praça da Bandeira e preso por “importunação ofensiva ao pudor”.

A agressão aconteceu próxima à bilheteria do setor D, e o homem estava acompanhado de seu filho de 17 anos. Jéssica Dias e Marcelo Benevides prestaram depoimentos e, após uma audiência de custódia no Juizado Especial Criminal (Jecrim), o flamenguista foi preso preventivamente.

Os dois cinegrafistas, o supervisor, o comentarista e o departamento jurídico do canal estiveram presentes na delegacia para prestar auxílio à repórter. O Flamengo também mandou dois advogados para ajudar no caso, além de emitir uma nota oficial em repúdio.