Estudantes do AM revelam maratona de preparação para provas do Enem, UEA e Ufam

O segundo semestre do ano traz uma série de provas para quem busca ingressar no ensino superior. No Amazonas, estudantes revelam a maratona de preparação para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Vinícius Castro Coutinho, de 17 anos, tem como meta a aprovação no curso de Sistemas de Informação na UEA.

Ele revela que a rotina diária tem sido estudar o assunto pelos esquemas e vídeos da plataforma do preparatório Vetor Centro de Estudos e, em seguida, resolver questões. “Usar um planner para me organizar tem sido a minha principal estratégia”, disse o estudante, que gabaritou lugar na segunda etapa do SIS.

Para conciliar a escola e o cursinho, ele afirmou que tem aproveitado o horário da manhã para resolver o dever de casa ou estudar algum conteúdo pendente.

“Assim, tenho mais tempo para estudar para o vestibular no horário da tarde”, explicou Vinícius, que também vai fazer a prova do Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Ufam. As inscrições para o PSC encerraram no dia 8 de setembro e a prova está prevista para acontecer dia 23 de outubro.

A proximidade das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), previstas para acontecerem nos dias 13 e 20 de novembro, também tem ajudado a manter os candidatos focados no conteúdo programático.

Com o sonho de ser aprovado em Medicina, Lucas Pereira Rodrigues, de 24 anos, possui uma intensa agenda que inicia às 8h. “Estudo até as 13h, faço uma pausa de 1h para almoçar, às 14h retorno e vou até as 19h”, disse.

Entre as estratégias de Lucas está a de resolver, em média, 70 questões por dia, além de produzir duas a três redações por semana. “Aos sábados, faço o projeto Sudeste do Vetor, que é um curso voltado para vestibulares de faculdades como Universidade Estadual Paulista (Unesp) e Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest)”, comentou o jovem.

Para Lucas, manter o ritmo todos os dias, ter persistência e resistência são os principais pilares para um vestibulando, pois haverá dias em que ele não vai estar bem, mas terá que continuar a caminhada.

“Tento focar minha mente no processo e não no vestibular em si. Ter a mente sem pressão e equilibrada é fundamental”, declarou Lucas, que também acredita que o apoio da família e amigos nesse momento é fundamental.

Outro que está contando os dias para o Enem é Luiz Henrique Nogueira dos Santos, de 17 anos, que tem como foco a aprovação no curso de Engenharia da Computação.

Dividindo-se entre as aulas da escola e o cursinho, Luiz tem buscado otimizar o tempo para evitar pendências de conteúdo. Durante a manhã, a atenção é voltada para um, à tarde outro, e a noite é o horário do dever de casa de revisão de conteúdo.

“Como o tempo é curto, eu aproveito o horário em que eu estou na escola para resolver listas e revisar alguns tópicos”, avalia o estudante, que também tem buscado o tempo livre para assistir aulas on-line para reforçar aqueles conteúdos que ainda sente alguma dificuldade.

Para lidar com a ansiedade, Luiz tenta ser positivo e acreditar no objetivo. Fazer coisas que gosta para se distrair têm sido uma das maneiras dele conseguir manter a saúde mental em dia durante esse período.

G1AM