Filme com Cauã Reymond estreia, nesta quinta-feira, no Cine Casarão

 

‘A Viagem de Pedro’, de Laís Bodanzky, é uma visão intimista sobre a vida de Dom Pedro I

            Nesta quinta-feira (1º), o Cine Casarão, espaço dedicado à Sétima Arte do Casarão de Ideias, localizado na Rua Barroso, 279, bairro Centro, Zona Sul de Manaus, recebe o longa-metragem ‘A Viagem de Pedro’, de Laís Bodanzky. O filme, que tem como protagonista o ator Cauã Reymond, terá sua primeira exibição às 19h30, e os ingressos podem ser adquiridos de forma antecipada pelo Instagram (@casaraodeideias) ao preço de R$ 14 (inteira) e R$ 7 (meia).

            A produção é um olhar intimista sobre a vida de Dom Pedro I e dos eventos históricos que giraram em torno do príncipe, com atenção para um momento determinante de sua trajetória. Em 1831, o primeiro Imperador do Brasil volta à Europa sob condições adversas, no navio inglês Warspite. Diante de sua abdicação ao trono brasileiro, Dom Pedro I passa a refletir e pondera os erros e acertos de sua administração desde o momento em que chegou no País com sua família, aos 10 anos de idade, em 1808. O filme será reexibido no sábado (3), às 17h30.

            Ainda na quinta-feira estreia ‘A Fantástica Fábrica de Golpes’, às 16h. Realizado pelos jornalistas Victor Fraga e Valnei Nunes, o documentário investiga a longa tradição de golpes de estado no Brasil e na América Latina. Os jornalistas revelam como a grande mídia e as fake news tiveram um papel fundamental na derrubada de Dilma Rousseff, na campanha de lawfare e prisão política de Lula, e na ascensão da extrema-direita, encarnada por Bolsonaro. O longa será reexibido sábado, às 15h30.

            Também na quinta-feira, às 18h, entra em cartaz ‘Os Segredos do Putumayo’, de Aurélio Michiles. Em 1910, Roger Casement, cônsul britânico no Rio de Janeiro, empreendeu uma investigação sobre as denúncias de crimes contra comunidades indígenas cometidos pela empresa britânica Peruvian Amazon Company. Baseado em seu diário perturbador, o documentário traça a imagem angustiante descoberta por Casement de um sistema industrial-extrativo respaldado por assassinatos e trabalho escravo no meio da selva amazônica. O filme será reexibido no domingo (4), às 18h.

            Ainda na programação do Cine Casarão, o público poderá conferir ‘Marte Um’ (sexta-feira, dia 2, às 15h30, e domingo, às 19h30), ‘Crimes do Futuro’ (sexta-feira, às 17h30, e domingo, às16h) e ‘Memória’ (sexta-feira, às 19h30, e sábado, às 19h30).

 

Bruno Mazieri
Jornalista (SRTE/MTE-00969-AM)
(92) 98145-2405
Manaus – Amazonas