Fundação Carlos Chagas suspende concurso da Defensoria Pública do Estado do Amazonas

Redação- Suspenso concurso da Defensoria Pública do Estado do Amazonas, em vista da violação dos envelopes de prova do dia 04 deste mês, ocorrida em quatro salas de aplicação do exame para o cargo de Defensor Publico atendendo recomendação expedido pela 57º Promotoria de Justiça  Especializada na Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania do Ministério Publico do Estado do Amazonas(MPE), a Fundação Carlos Chagas, suspendeu o andamento do concurso para a Defensoria Publica do Estado do Amazonas.
A Recomendação foi expedida pelo Promotor de Justiça Antônio Mancilha, no dia 12 de março, em razão da violação dos envelopes de prova, ocorrido em quatro salas de aplicação do exame para o cargo de defensor público.
Diante das denúncias trazidas a público, o titular da 57º PRODIHC instaurou Inquérito Cívil com Recomendação para que as provas fossem suspensas até o esclarecimento dos fatos.
O Promotor de Justiça Antônio Mancilha recomendou, ainda, que os envelopes de caderno de prova violados e demais documentos integrantes fossem submetidos a perícia técnica.
Vale salientar que não é a primeira vez suspenso concurso na Defensoria Pública no Estado do Amazonas.
Fonte: Portal Interagindo