Governo do Estado vistoria andamento do programa Ilumina+ Amazonas em Parintins

Previsão é substituir 5,8 mil pontos de iluminação na cidade até o Festival Folclórico

O Governo do Amazonas, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), realizou, nesta terça-feira (24/05), vistoria ao programa Ilumina+ Amazonas, no município de Parintins (a 369 quilômetros da capital). O programa vai modernizar o sistema de iluminação pública do interior do estado. A previsão é substituir 5,8 mil pontos de iluminação na cidade, até o Festival Folclórico de Parintins.

O programa substitui, por luminárias modernas de LED, as lâmpadas antigas instaladas nos postes de iluminação pública da área urbana dos municípios. Até o fim do ano, o governador Wilson Lima pretende modernizar a iluminação pública urbana das 24 maiores cidades do estado, com investimento inicial de R$ 110 milhões.

O coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), engenheiro civil Marcellus Campêlo, que esteve em Parintins acompanhando todo o andamento do programa, ressaltou que mais de 2,2 mil pontos de iluminação já foram substituídos na cidade, representando um avanço de 40%.

“Parintins foi uma das primeiras cidades a serem contempladas com o programa. Aqui, nós estamos vendo um avanço de 40% dos trabalhos. Também já estivemos em Tefé, olhando a execução dos serviços. Em Parintins, o governador vai inaugurar o sistema completo durante o Festival Folclórico, quando estaremos com 100% da área urbana atendida”, ressaltou Marcellus.

De acordo com o secretário municipal de Obras de Parintins, Albano Albuquerque, o sistema de iluminação pública em LED traz inúmeras vantagens para a população do interior.

“As luminárias dão segurança e comodidade para toda a população. Para os alunos que vão trafegar, para os pais, professoras, para os vendedores ambulantes. Essa parceria do Governo e Prefeitura é importante também para Parintins, que está se preparando para um grande Festival Folclórico, então é muito satisfatório ver que esses serviços estão chegando à cidade”, disse Albano.

A presidente da Associação dos Moradores do município, Rafaela Ribeiro, de 32 anos, residente no Residencial Parintins, já contemplado com os serviços em 100%, enfatiza que a população está muito contente com os investimentos do Governo do Estado.

“É uma felicidade enorme pra gente. Agora nos sentimos seguros, antes não podíamos nem nos reunir em frente de casa porque não tinha luz. Eu digo, agora, que a noite virou dia. Hoje, nós podemos aproveitar a vizinhança, podemos aproveitar o bairro. Uma das situações que aconteciam muito eram os acidentes por conta da falta de iluminação, então esse programa está aprovado, porque fez a diferença nas nossas vidas”, enfatizou Rafaela.

Municípios contemplados
Em Tefé (a 523 quilômetros da capital), que está entre os primeiros a receber a ação, ao lado de Parintins, até a sexta-feira (20/05), foram substituídos cerca de 1.695 pontos de iluminação, 61% do total previsto. Segundo a UGPE, 14 bairros já receberam as novas luminárias, incluindo a estrada do aeroporto e as ruas do Centro da cidade.

Marcellus Campêlo também anunciou que o programa Ilumina+ Amazonas, que atingiria 20 municípios nesta primeira fase, vai chegar a 25, estendendo-se aos municípios do entorno de Parintins, iniciando por Barreirinha. Boa Vista do Ramos, Nhamundá e Urucurituba também vão ser contemplados na sequência, para fechar o Baixo Amazonas.

Outro município incluído no programa é Novo Airão, onde inicialmente estava prevista a implantação por convênio firmado com a prefeitura local e agora será por execução direta da UGPE.

Além desses 25 municípios que compõem essa primeira fase do programa, o Governo do Estado já realizou em Maués a substituição total das lâmpadas antigas por luminárias de LED. A ação foi realizada durante a execução do Programa de Saneamento Integrado de Maués (ProsaiMaués), concluído em 2019.

O Governo do Amazonas também firmou convênios com as prefeituras de Atalaia do Norte e Alvarães, e está repassando os recursos a serem utilizados para efetuar a implantação do novo sistema de iluminação pública.

Benefícios
A luminária de LED economiza em até 60% o custo com a energia elétrica e tem maior eficiência, ou seja, ilumina mais com menos consumo, além de contribuir com a segurança das cidades.

Também contribui com o meio ambiente, tendo em vista que no interior do estado há muitas termelétricas, que funcionam à base de óleo diesel e, com as luminárias públicas de LED, o consumo do combustível irá reduzir.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Unidade Gestora de Projetos Especiais/Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (UGPE/Prosamin+): Roseane Mota (99126-7364) e Tiago Pires Corrêa (98249-0635).