Grande Rio divulga novas regras para a disputa de sambas-enredo

Para a disputa, algumas regras foram modificadas, como a quantidade máxima de compositores em cada parceria, que agora é de sete pessoas. Outra novidade é a obrigatoriedade de todos os sambas começarem a ser executados em até 20 segundos da gravação. O Diretor de Carnaval Thiago Monteiro comenta a decisão: “Queremos tornar as gravações mais dinâmicas para ajudar na nossa difícil decisão de escolher o samba que melhor atende às necessidades para o desfile. Temos casos em que o excesso de alusivos e introduções fazem com que a obra propriamente dita só comece depois de um minuto de execução da faixa”, explica.

Mais uma vez, todos os sambas deverão ser gravados pelo intérprete oficial da agremiação, Evandro Malandro e, no palco, não poderão ser defendidos por cantor do Grupo Especial em atividade no Rio de Janeiro. As obras, que serão entregues à escola no dia 22 de agosto, poderão ser divulgadas pelas parcerias nas redes sociais. A Escola alerta, ainda, que poderá haver punição para as parcerias cujos membros ou torcida (se houver) pratiquem atos impróprios, ofensivos ou desrespeitosos, o que valerá também para o ambiente virtual, recaindo sobre ela total responsabilidade por isso.

O calendário previsto para a disputa de samba é o seguinte:

 

  1. 22 de agosto – Entrega dos sambas na quadra de 20h até meia-noite;
  2. 05 de setembro – Divulgação dos sambas classificados para apresentação na quadra;
  3. 13 de setembro – 1ª eliminatória;
  4. 22 de setembro – 2ª eliminatória;
  5. 01 de outubro – 3ª eliminatória;
  6. 08 de outubro – Final*

 

Caso haja alguma determinação da LIESA para realização de final com data fixa, o dia 8 de outubro passa a ser a data da semifinal do concurso.

 

(Com informações da Assessoria de Imprensa da Grande Rio – Foto: Eduardo Holanda)

 

LIESA