Guerra entre facções motivou execução na Manaus Moderna, diz polícia

Câmera de segurança flagra execução de jovem na Manaus Moderna

Três homens foram presos e um adolescente apreendido, nesta sexta-feira (22), suspeitos de executar um jovem de 19 anos dentro da Feira da Manaus Moderna, no Centro da capital. Após as prisões, a Polícia Civil destacou que uma guerra entre facções ligadas ao tráfico de drogas motivou o crime.

O crime ocorreu na segunda-feira (18). Todos os detidos são venezuelanos.

O suspeito de cometer o crime usava uma farda da concessionária Águas de Manaus e fugiu depois de atirar contra a vítima. No dia do crime, a empresa se manifestou e disse estar à disposição da polícia.

A ação do atirador foi registrada em imagens de câmera de segurança da Manaus Moderna.

Três suspeitos foram presos e um adolescente apreendido suspeitos de participação na execução de jovem na Manaus Moderna. — Foto: Jucélio Paiva/Rede Amazônica

Prisões

 

A operação que resultou nas prisões ocorreu na madrugada desta sexta e foi conduzida por uma equipe do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Os homens foram presos em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, e porte ilegal de arma de fogo. Segundo a Polícia Civil, no momento das prisões, os suspeitos portavam duas armas, drogas e uma granada.

Um dos alvos da operação já estava sendo monitorado por uma equipe da Polícia Civil e confessou ter sido o autor dos disparos que mataram a vítima.

De acordo com o delegado Marcelo Martins, os homens armaram uma emboscada para matar o jovem e contaram com a ajuda do menor de idade. O adolescente foi enviado para comprar droga do homem e, após encontrá-lo, ele passou a localização para o autor do crime.

Ainda conforme o chefe de polícia, a motivação do crime foi a guerra entre facções ligadas ao tráfico de drogas no Centro de Manaus.

G1AM