Início Interagindo no Esporte Inofensivo, Vasco é dominado e perde para o CSA

Inofensivo, Vasco é dominado e perde para o CSA

Cruz-Maltino é derrotado por 2 a 0 e não consegue sequer criar um lance de perigo durante toda a partida

Apático do início ao fim, o Vasco foi derrotado para o CSA, por 2 a 0, no Rei Pelé, em uma de suas piores partidas na temporada. Os gols do time alagoano foram marcados por Lucão e Lucas Barcelos, ambos no primeiro tempo. O Cruz-Maltino não conseguiu finalizar sequer uma vez com perigo ao gol do adversário e desperdiçou a chance de assumir a vice-liderança da Série B.
O Vasco volta a jogar apenas no dia 28, quando enfrenta o Bahia, na Fonte Nova, pela 26ª rodada da competição. Já o CSA entra em campo um dia antes, quando enfrenta o Operário-PR, no Germano Krüger. O Cruz-Maltino é o 4º colocado da Série B com 42 pontos. Já o Azulão deixou a zona de rebaixamento, subiu para a 16ª posição, com 26 pontos.
A apatia do Vasco ficou nítida desde o primeiro minuto da partida, quando Lucão, de cabeça, abriu o placar para o CSA, após cobrança de escanteio. Em desvantagem, o Cruz-Maltino buscou propor o jogo, mas o que se viu foi um deserto de ideias. Sem conseguir trocar passes, o time abusou das ligações diretas e dos cruzamentos na área, porém sem nenhuma efetividade.

Melhor para os donos da casa, que recuperava a bola e saía perigosamente no contra-ataque. No entanto, o CSA nem precisou ser envolvente para ampliar o marcador. Aos 24 minutos, Danilo Boza falha feio e de forma bisonha ao não cortar um passe pelo meio. De quebra o zagueiro ainda desvia para trás, deixando Lucas Barcelos livre para arrancar e tocar na saída do goleiro Thiago Rodrigues.

Depois do segundo gol o Vasco ficou ainda mais abalado em campo e precisando reagir, atacava de forma desordenada e sem perigo nenhum ao CSA. Tanto que o time alagoano teve chance de fazer o terceiro gol aos 41 minutos, mas Thiago Rodrigues defendeu o chute de Yan Rolim, que recebeu livre dentro da área. Após esse lance, ficou nítido que o Cruz-Maltino apenas esperou o intervalo para tentar corrigir os erros.

Só que o segundo tempo começou do mesmo jeito que terminou. Andrey Santos foi desarmado no meio-campo e na sequência Lucas Barcelos recebe na entrada da área e chuta cruzado para fora. O CSA seguiu empilhando chance e aos 6 minutos Giovanni, livre na marca do pênalti, chutou para fora.

O Vasco só criou a primeira jogada bem construída aos 11 minutos, mas que não resultou em lance perigoso. Andrey Santos viu bem a ultrapassagem de Matheus Ribeiro, que chegou a linha de fundo e cruzou, mas a bola foi cortada pela zaga. O lance deu uma falsa impressão de que o time melhoraria, mas não foi o que aconteceu.

Emílio Faro fez mudanças, mas o Vasco seguiu inoperante e só não levou mais gols por causa de boas intervenções do goleiro Thiago Rodrigues.

ODIA