Lázaro e Gabigol marcam, e Flamengo vence o São Paulo no Morumbi

O Flamengo tem investido alto em reforços para, além de ganhar títulos, passar ileso em momentos como os de ontem. Era precisou poupar para a Libertadores, então a escolha foi por levar os reservas para o Morumbi. Mas o “time B” rubro-negro é tão bom ultimamente que, mesmo assim, conseguiu vencer o São Paulo por 2 a 0. Agora o clube dorme na terceira colocação com 36 pontos, mas pode ser ultrapassado até o término da rodada.

Claro, vale destacar que o São Paulo também mandou um “mistão” a campo devido a volta das quartas de final da Sul-Americana, contra o Ceará, na próxima quarta-feira. Mas nem se comparava ao rubro-negro, que foi totalmente reserva já que pega o Corinthians, na terça, pela volta da Libertadores.

Além de mais talento técnico, com nomes como Arturo Vidal e Everton Cebolinha, o Flamengo se mostrou mais organizado na maior parte do tempo. Abriu o placar cedo, mas poderia ter ido para o intervalo com maior vantagem. Lázaro, ironicamente, abriu o placar — ele quase foi vendido ao Huddersfield, da Inglaterra, com aval de Rogério Ceni então técnico rubro-negro. Aliás, o comandante do São Paulo segue sem vencer o ex-clube: agora são oito jogos e oito derrotas.

Quando ficou claro que o “mistão” do São Paulo não teria chance contra os reserva do Flamengo, os titulares foram chamados. No lado paulista, a entrada do artilheiro Jonathan Calleri deu esperança. Santos foi obrigado a fazer boas defesas. A resposta de Dorival Júnior foi na mesma moeda, levando Gabigol, Everton Ribeiro e Arrascaeta para o gramado.

Com o São Paulo exposto tentando o empate, o contra-ataque foi mortal. Assim, Gabigol, nos acréscimos, marcou o segundo para fechar o placar.