Lula faz enquete em rede social sobre volta do horário de verão

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou nesta segunda-feita uma enquete no Twitter questionando a opinião dos eleitores sobre o eventual retorno do horário de verão. O horário de verão terminou em abril de 2019, por decisão do governo Jair Bolsonaro. À época, o atual presidente disse que a economia de energia com o adiantamento em 1 hora dos relógios foi considerada praticamente nula segundo informações do ONS (Operador Nacional do Sistema).

Em setembro deste ano, o Ministério de Minas e Energia, entretanto, pediu novos estudos sobre a política. O governo estuda se o cenário mudou principalmente por conta do aumento da geração de energia solar. Com isso, a correlação entre carga e consumo também teria se alterado. O objetivo é avaliar se, com este aumento da energia solar, ter o horário de verão ampliaria o uso desse tipo de energia em um horário de maior consumo, o que reduziria a pressão por outras fontes. A decisão sobre o assunto, porém, é política porque o horário de verão mexe com hábitos de trabalho e de consumo de milhões de brasileiros. Com o horário de verão, parte dos brasileiros adianta os relógios em uma hora entre outubro e fevereiro.

Na enquete publicada por Lula, o retorno do horário de verão era aprovado por 73,9% das 141 mil pessoas que tinham votado. Outros 26,1% eram contra. Na última sexta-feira, o tema foi levantado pelo ator Bruno Gagliasso, que fez um pedido a Geraldo Alckmin.

“Aproveito o momento para pedir ao nosso vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, que inclua a volta do Horário de Verão no plano de transição. Horário de Verão é o Brasil feliz de novo”, disse.

Horas depois, Alckmin respondeu ao ator com emojis de um lápis e caderno, indicando que a sugestão estava anotada.