Mais de 4 mil indígenas retiram documentação em São Gabriel da Cachoeira

Projeto “PAC em Movimento” esteve no município entre os dias 6 e 12 de abril.

Em São Gabriel da Cachoeira, município localizado a 850 quilômetros de Manaus, 4.850 indígenas das comunidades Iauaretê e Pari Cachoeira foram atendidos pelo projeto “PAC em Movimento”, promovido pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

Entre 6 e 12 de abril foram oferecidos serviços como emissão de carteiras de identidade, certidões de nascimento e casamento (segunda via), retificação de nome e o Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (Rani), além de fotos 3×4 e demais itens para solicitar a documentação.

Segundo a secretária Caroline Braz, a ação superou a meta estabelecida, de três mil atendimentos. Ela adianta ainda que a próxima ação, entre 21 de abril e 2 de maio, será em Alvarães (distante 531 quilômetros de Manaus), com dois dias exclusivos para indígenas.

“A cada atividade do projeto itinerante conseguimos dobrar os números de atendimento e ampliar os serviços oferecidos, especialmente para os indígenas que vivem em comunidades distantes. No caso de São Gabriel da Cachoeira, programamos a ação para se estender até o dia 16, mas superamos a meta quatro dias antes do previsto, atendendo o máximo de pessoas”, afirma a titular da pasta.

Parceria

Para o “PAC em Movimento” que acontecerá em Maués (a 253 quilômetros de Manaus), de 6 a 10 de maio, o secretário executivo de Cidadania, Iramylson Freitas, destaca que vai buscar alinhar uma parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e com a Previdência Social.

“Nossa proposta é chegar nas comunidades antes e preparar a documentação necessária para que a população possa ter acesso a todos os direitos”, adianta Freitas.

Números

No total, em três meses, foram realizadas dez ações, sendo quatro em municípios do interior do Amazonas (Novo Airão, Autazes, Itacoatiara e São Gabriel da Cachoeira), e 9.278 pessoas beneficiadas com emissão de documentos, primeira e segunda via de carteira de identidade, certidão de nascimento e casamento.

Projeto

A primeira edição aconteceu em Novo Airão (distante 195 quilômetros de Manaus), em fevereiro, com dois dias somente para índios. Na ocasião, foram emitidas 231 carteiras de identidade, sendo 111 de primeira via e 120 de segunda, com apoio da Polícia Civil; além da emissão de 136 certidões de nascimento.

Já em Autazes (a 113 quilômetros de Manaus), 800 índios da comunidade indígena Moyaray foram beneficiados com a documentação básica.

O projeto também passou por Itacoatiara (a 176 quilômetros da capital), com 676 atendimentos, além do incentivo para mulheres empreendedoras da área rural e urbana do município, com o cadastro no Crédito Solidário.

Na última semana de março foi a vez do Polo Industrial de Manaus (PIM) receber o “PAC em Movimento”. A próxima empresa no roteiro será a TP Vision Componentes Eletrônica, no dia 28 de maio.

Fonte: G1