Manaus inicia vacinação contra Covid de grávidas e puérperas com comorbidades na segunda-feira (10)

Manaus vai iniciar a vacinação contra Covid de grávidas e mães com até 45 dias de pós-parto (puérperas), que possuam comorbidades, na segunda-feira (10). O atendimento a esse grupo será concentrado em um único ponto de vacinação, o Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola (Rua Gandu, 119, bairro Cidade Nova, zona Norte).

A aplicação da 1ª dose para grupos remanescentes será retomada neste sábado (8), informou a prefeitura. Pessoas de 18 a 59 anos, com doenças preexistentes, devem buscar um dos sete postos de vacinação, conforme calendário em ordem decrescente (veja mais detalhes abaixo).

Apenas as gestantes e puérperas maiores de 18 anos e com comorbidades poderão se imunizar nesta fase. Para elas, a vacinação só ocorrerá se a usuária estiver cadastrada e agendada na plataforma “Imuniza Manaus” (http://imuniza.manaus.am.gov.br/). A orientação é que os outros grupos também se cadastrem, para agilizar o atendimento.

A medida visa garantir a prioridade para as mulheres, que por apresentarem doenças preexistentes, têm maior risco de hospitalização e morte, se infectadas pelo novo coronavírus.

As que ainda não realizaram o cadastro devem acessar o http://imuniza.manaus.am.gov.br/, escolher a opção “Cadastro de Cidadão”, inserir os dados, informar no item “Categoria” se é gestante ou puérpera e, na opção “Grupo”, se tem ou não comorbidade.

O agendamento será feito eletronicamente e para saber quando se vacinar, basta acessar no sistema no dia seguinte e clicar na opção “Consultar 1ª dose”.

Para receber a vacina, a mulher que se enquadra nas condições exigidas, deve apresentar no posto de vacinação, além do documento de identificação (original) com foto e CPF, a caderneta de acompanhamento da gestante/pré-natal ou laudo médico que ateste a gravidez. No caso das puérperas é preciso levar a declaração de nascimento ou certidão de nascimento da criança.

Além disso, é obrigatória a comprovação das comorbidades, com apresentação de laudo médico. Outros documentos serão aceitos nos casos de hipertensão e diabetes (receita médica, em papel oficial do SUS ou da rede privada), obesidade (declaração assinada por qualquer profissional de saúde de nível superior) e se a usuária estiver na condição de Pessoa Vivendo com a HIV (PVHIV), serão aceitos o cartão de identificação emitido pelo serviço de saúde, a declaração do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclom) ou o resultado de exames específicos (carga viral ou CD4).

Todos os documentos de confirmação das comorbidades devem ser apresentados com original e cópia, uma vez que a cópia ficará retida.

A vacina utilizada para a fase inicial de vacinação das gestantes e puérperas será a Pfizer/Biontech, que já está armazenada em ambiente climatizado nas condições de baixíssima temperatura determinadas pelo fabricante. O município também já recebeu os diluentes e, nesta quinta-feira (6), as seringas necessárias ao preparo e aplicação do imunizante.

A população estimada de gestantes e puérperas em Manaus é de 33.132 mil mulheres, sendo que 4.268 (15%) apresentam condição de alto risco.

Podem ser vacinadas pessoas com as seguintes doenças:

  • Anemia falciforme
  • Doença cerebrovascular
  • Hipertensão arterial em estágio 1 e 2 com lesões de órgão-alvo ou doenças associadas;
  • Hipertensão arterial em estágio 3
  • Hipertensão Arterial e Resistente (HAR)
  • Pneumopatias graves crônicas
  • Cirrose hepática
  • Doença renal crônica
  • Imunossupressão (transplantados, pessoas vivendo com HIV, pessoas que usam imunossupressores ou com imunodeficiências primárias, doenças reumáticas sistêmicas em atividade e pacientes oncológicos com tratamento realizado nos últimos seis meses, entre outras condições)
  • Síndrome de Down
  • Diabetes
  • Obesidade mórbida
  • Cardiopatias: Insuficiência cardíaca (IC); Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensiva; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Miocardiopatias e Pericardiopatias; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Arritmias cardíacas; Cardiopatias congênita no adulto; Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados.

Para pessoas de 18 a 59 anos, com doenças preexistentes, a aplicação da 1ª dose é retomada a partir de sábado. Veja o calendário desse grupo:

  • Sábado, 8/5 – 55 a 59 anos
  • Segunda-feira, 10/5 – 50 a 54 anos
  • Terça-feira, 11/5 – 45 a 49 anos
  • Quarta-feira, 12/5 – 40 a 44 anos
  • Quinta-feira, 13/5 – 30 a 39 anos
  • Sexta-feira, 14/5 – 18 a 29 anos
  • Sábado, 15/5 – repescagem geral desse grupo

Todos que vão receber a primeira dose da vacina, incluindo as grávidas e puérperas, devem apresentar laudo médico ou outro documento específico que comprove a doença preexistente, conforme definido pelo Ministério da Saúde.

Nos casos de obesidade, é aceita declaração assinada por qualquer profissional de saúde de nível superior; os que têm hipertensão e diabetes, podem apresentar receita médica, em papel oficial do SUS ou da rede privada; para pessoas vivendo com HIV, são aceitos o cartão de identificação emitido pelo serviço de saúde; a declaração do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos (Siclom); ou o resultado de exames específicos (carga viral ou CD4).

Segundo a prefeitura, a retomada da aplicação da primeira dose será possível pelo recebimento de nova remessa do imunizante AstraZeneca/Oxford, nesta sexta-feira (7), e da primeira remessa da vacina Pfizer/Biontech, repassada ao município no início da semana.

Simultaneamente ao atendimento do grupo de comorbidades e de gestantes e puérperas, a Semsa continua com a aplicação da segunda dose para os grupos prioritários, que já haviam iniciado o ciclo de imunização: trabalhadores da saúde, idosos de 60 anos e mais e pessoas com comorbidades que se encontram no prazo para completar o esquema vacinal.

Pontos de vacinação contra a Covid-19

  • Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola (Rua Gandu, 119 – bairro Cidade Nova)
  • Terminal de Integração 6 (Avenida Comendador José Cruz – bairro Lago Azul)
  • Centro Cultural dos Povos da Amazônia (Avenida Silves, 2.222 – Crespo)
  • Universidade Paulista – Unip (Avenida Mário Ypiranga Monteiro, 3.490 – bairro Parque 10 de Novembro)
  • Escola de Enfermagem da Ufam – Posto exclusivo para trabalhadores da saúde – (Rua Teresina, 495 – bairro Adrianópolis)
  • Clube do Trabalhador do Sesi/AM (Avenida Cosme Ferreira, 7.399 bairro São José 1)
  • Balneário do Sesc/AM (avenida Constantinopla, 288, conjunto Campos Elíseos – bairro Planalto)
  • Centro de Convenções de Manaus – Sambódromo (Avenida Pedro Teixeira, 2.565, conjunto Dom Pedro – bairro Alvorada)

fonte: g1