Menino de 11 anos é baleado na cabeça na Baixada Fluminense

Uma criança de 11 anos foi baleada na cabeça quando voltava de um evento com a família em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O disparo veio de um outro carro que emparelhou com o veículo no qual o menino estava. Ney Kayque foi levado às pressas para uma unidade de saúde da região, foi transferido e está internado em estado grave no Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias.

Segundo familiares, Ney Kayque estava no banco de trás do carro, quando um outro veículo emparelhou. Um homem olhou para dentro do carro em que Ney estava e efetuou o disparo que atingiu a cabeça da criança. Tia da vítima, a técnica de enfermagem Alessandra Costa conta que o crime aconteceu entre 20h30 e 21h do domingo. No carro havia outra criança, irmã de Ney, que tem 7 anos.

— O motorista desacelerou o carro para passar numa lombada. Do nada, um carro parou do lado. Ele olhou para dentro do carro, na parte de trás, e simplesmente efetuou o disparo e foi embora. Não falaram que era assalto, ou algo do tipo. Simplesmente dispararam — relata a tia.

No hospital onde Ney Kayque está internado, familiares fizeram uma corrente de oração pela recuperação do menino, que precisou passar por uma cirurgia na cabeça. Os parentes da criança também pedem doação de sangue para Ney. As doações podem ser feitas no Hospital Municipal Moacyr Rodrigues do Carmo e no Hemorio, em nome de Ney Kayque Lourenço de Araújo. Nas redes sociais, professores da criança, que cursa o 6º ano do Ensino Fundamental, também se uniram aos pedidos de oração e doação de sangue.

Julgamento voo Rio-Paris: Airbus alega ausência de responsabilidade

Em nota, a Polícia Militar afirmou que não houve ocorrência de confronto envolvendo policiais militares do 21º BPM (São João de Meriti) no local. Segundo a corporação, agentes do batalhão foram acionados devido à entrada de uma pessoa ferida no Hospital Municipal de São João de Meriti, e que, no local, foi constatado que tratava-se de um menor de idade.

A Polícia Civil informou que a investigação está sob responsabilidade da 64ª DP (São João de Meriti), e disse que testemunhas ainda estão sendo ouvidas. O carro onde estava a vítima e os familiares também vai passar por perícia.