Início Famosos Mulher detida por racismo contra filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso...

Mulher detida por racismo contra filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso é liberada, diz jornal

Polícia considerou que ela estava sob efeito de álcool; testemunhas serão ouvidas

Rio – Após ser detida, a mulher suspeita de deferir comentários racistas contra os filhos dos artistas Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, Titi e Bless, foi liberada, neste sábado (30), na Costa da Caparica, em Portugal. As informações são do portal português ‘Público’.
Segundo a publicação, a mulher estava sob efeito de álcool durante a detenção e também teria insultado os agentes da Guarda Nacional Republicana (GNR), responsáveis pela ocorrência. Não foi informado se a suspeita pagou alguma fiança. As testemunhas do caso ainda serão ouvidas.
Relembre o caso
Giovanna Ewbank enfrentou uma situação lamentável durante sua estadia em Portugal. Os filhos da apresentadora foram alvos de comentários racistas enquanto estavam em um restaurante neste sábado (30) e a esposa de Bruno Gagliasso precisou intervir. A apresentadora partiu para cima de uma mulher que teria pedido para “tirar aqueles pretos imundos dali”, se referindo aos seus filhos, Titi e Bless.
Segundo o colunista Leo Dias, do Metrópoles, Giovanna cuspiu no rosto da mulher e a chamou de “racista nojenta”. Após a repercussão do ocorrido, a Trigo Casa de Comunicação emitiu um comunicado sobre o ataque racista. “Confirmamos, conforme vídeos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou à mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa. Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa.”
Restaurante repudia ataque racista
O restaurante, onde o caso ocorreu, também se manifestou através das redes sociais. O Clássico Beach Club repudiou o ataque racista e informou que baniu a suspeita “de todos os restaurantes da rede”. “O Clássico Beach Club vem pela presente repudiar as condutas criminosas e racistas praticadas por uma mulher branca contra os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, além de turistas angolanos que estavam no nosso restaurante em Portugal”, informou o estabelecimento, que se colocou à disposição “para fornecer as imagens e auxiliar na responsabilização da criminosa, que foi presa em flagrante”. Por fim, o restaurante destacou: “Informamos ainda que esta pessoa está banida de todos os restaurantes da rede”.