Nacional-AM vence Real Ariquemes, ultrapassa Mundão e dorme na ponta do grupo na Série D

 

  • O Nacional reassumiu a liderança do grupo A3 da Série D do Campeonato Brasileiro. O Leão da Vila Municipal aproveitou que o Real Ariquemes, divido em duas competições, utilizou uma equipe mista, e venceu o adversário por 2 a 0, neste sábado, na Arena da Amazônia, pela quinta rodada da fase classificatória da quarta divisão. Sousa, que já havia marcado uma vez no Pará, fez os dois gols do Naça na partida.

    Nacional venceu Real por 2 a 0

     

  • Destaque COMO FICA?

    Com o resultado, o Nacional chega a nove pontos e ultrapassa o São Raimundo-RR, que tem sete e visita o São Raimundo-PA apenas neste domingo, na tabela de classificação. Já o time visitante mantém os cinco pontos e agora precisa torcer por uma vitória do Pantera para continuar sonhando com classificação.

    PRIMEIRO TEMPO

    Foram mais de 70% de posse de bola. Pelo menos 10 finalizações contra o gol de Dida. O Nacional pressinou o Real Ariquemes, seja em chutes de longa distância ou bolas alçadas a área, durante os 45 minutos, e foi recompensado no final da primeira etapa, em lance de sorte. Sousa avançou pela esquerda, cruzou para área, e viu o zagueiro Leonardo cortar para o próprio gol ao tentar afastar, enganando o goleiro Dida, que nada pode fazer além de observar a bola morrer lentamente no fundo das redes. A superioridade do time da casa foi tão grande que ainda tiveram dois gols anulados: um com Jackie Chan, flagrado em impedimento duvidoso aos 31 minutos, e outro aos 44, em que o árbitro viu toque de mão de Danilo Galvão.

    Duelo foi na Arena da Amazônia

     

  • SEGUNDO TEMPO

    Se o primeiro tempo foi de ataque contra defesa, a etapa complementar não começou diferente. Mentira: a diferença foi a precisão do Leão da Vila Municipal. O time da casa precisou de nove minutos e uma chance clara para ampliar o marcador, novamente com Sousa, que tabelou com Charles antes de deslocar o goleiro Dida. A vantagem fez com o Leão recuasse e passasse a jogar no contra-ataque, em estratégia arriscada. O Real, com time misto, pouco conseguia criar, tanto que o grande destaque até os 20 minutos foi a entrada de Fininho, que não atuava pelo time da casa desde a primeira rodada. A entrada do meia, como era esperado, deu mais qualidade no passe ao time da casa. A melhor chance de gol, porém, só veio aos 40, quando Pedra chutou na trave. Antes do apito final, Felipe Boca, que tinha acabdo de entrar, também carimbou a trave de Dida.

    Sousa fez os dois gols do jogo

    Sousa fez os dois gols do jogo (Foto: Marcos Dantas)

     

  • DestaqueO RETORNO DE ZORRO

    Brincadeiras à parte, Fininho voltou a vestir a camisa do Nacional em uma partida oficial. O meia, que estava de fora desde a primeira rodada, jogou quase 30 minutos e, apesar de não ter participado de nenhum lance capital, fez com o que o time evoluísse, dando mais qualidade nos passes.

    Fininho usa máscara em retorno ao Nacional

    Fininho usa máscara em retorno ao Nacional (Foto: Marcos Dantas)

     

  • DestaquePróxima rodada

    Na sexta e última rodada da fase classificatória, o Nacional visita o São Raimundo-RR, no domingo, no estádio Ribeirão. Já o Furacão recebe o São Raimundo-PA, no mesmo dia e horário, mas no Valerião, em Rondônia.

    Fonte: g1