Início Política ‘New York Times’ declara apoio a Lula

‘New York Times’ declara apoio a Lula

Vídeo divulgado pelo jornal critica conduta de Bolsonaro a respeito da Floresta Amazônica

Um dos maiores jornais dos Estados Unidos e do mundo, o “The New York Times”, declarou apoio ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição presidencial do Brasil, que acontece no próximo domingo, 30. O petista enfrenta nas urnas Jair Bolsonaro (PL), atual presidente.
Em um vídeo de quase 7 minutos, publicado nas redes sociais, o jornal se posiciona a favor da campanha de Lula, abordando principalmente a preservação do meio ambiente e da Floresta Amazônica. Após passar imagens das queimadas, o “The New York Times” fez um alerta aos brasileiros, por meio da indígena Txai Surui: “Um candidato quer salvar a Amazônia e o outro quer queima-la. A maior floresta tropical do mundo é a minha casa”. “O dia mais importante para o planeta e sua sobrevivência é 30 de outubro”, afirma a narradora do vídeo.
A produção continua contando sobre a história e importância da Amazônia para todo o mundo, seguido da apresentação dos candidatos. Na parte de Jair Bolsonaro, o periódico usa falas dele como “não vou admitir mais Ibama sair multando a turma da direita por ai”. O periódico diz que 98% dos alertas de cortes de árvores, que são acusados por um sistema satélite, não são investigados, a mando de Bolsonaro.
O vídeo alerta ainda sobre o Projeto de Lei 2633, que altera a Lei n° 11.952, que dispõe sobre a regularização fundiária das ocupações incidentes em terras situadas em áreas da União; a n° 8.666, que institui normas para licitações e contratos da administração pública; e a 6.015, que dispõe sobre os registros públicos; a fim de ampliar o alcance da regularização fundiária e dar outras providências. “Essa pode ser a lei mais destruidora do mundo hoje”, aponta o “The New York Times”. “Essa lei não é só um perdão pelos crimes passados, mas também um passe para que comentam novos”, denuncia.
Ao citar Lula, o periódico diz que o ex-presidente fez um plano para salvar a Floresta. “Ele criou áreas de conservação que eram maiores do que todo o Reino Unido, cobrou bilhões de multas ambientais e criou o novo satélite ambiental, que Bolsonaro tem ignorado”, aponta.
O “The New York Times” contou ainda sobre o escândalo de corrupção, a prisão de Lula e falou sobre a eleição de Bolsonaro em 2018, mostrando diversas imagens nas quais o presidente fazia referência ao uso de armas.
“No último ano, 18 árvores foram derrubadas a cada segundo”, denunciou o periódico. Em seguida, a produção mostra Txai Surui, em 2021, na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas , declarando: “A terra está falando. Ela diz que não temos mais tempo”. Após, aparece uma entrevista de Bolsonaro à época na qual o presidente reprime a fala da indígena, a qual chama de “índia”, por ela estar “criticando o Brasil”. Para o “The New York Times”, ela responde: “Bolsonaro, eu nunca critiquei o Brasil, eu critiquei você”.
O vídeo finaliza com um alerta: “Todos nós precisamos desesperadamente de um novo presidente do Brasil, que não queime tudo isso”.
Confira a publicação na íntegra:

 

ODIA