Noiva é morta por bala perdida após convidado abrir fogo para comemorar o casamento

Uma noiva foi morta no seu próprio casamento quando uma bala perdida, disparada por um convidado para comemorar a união, a atingiu na cabeça. Mahvash Leghaei, de 24 anos, estava brindando seu casamento após a cerimônia no Irã quando o tiro fatal foi disparado de um rifle de caça de alta potência. Acredita-se que a bala tenha atravessado diretamente o crânio da psicóloga.

Ela foi levada às pressas para um hospital. Após ficar em coma, Mahvash não resistiu ao ferimento e acabou morrendo. Dois convidados também ficaram feridos no incidente.

O atirador, de 36 anos, — que a polícia disse ter “pouco controle da arma” — fugiu do local, contou o “Sun”.

“Recebemos uma ligação de emergência de tiros em um salão de casamentos na cidade de Firuzabad e os policiais foram enviados imediatamente”, disse o porta-voz da polícia local, coronel Mehdi Jokar. “Os policiais descobriram que alguém havia disparado com um rifle de caça como parte da tradição nômade local, mas infelizmente por causa da multidão e do mau controle da arma, ele conseguiu atirar em três pessoas, dois homens e a noiva. O atirador fugiu da área, mas a polícia localizou o homem ainda com o rifle de caça não licenciado que havia sido disparado no casamento”, acrescentou.

 

Mahvash Leghaei

O costume de disparar uma arma em casamentos ainda é comum no Oriente Médio – apesar de ser ilegal.

 

Noivo dispara em casamento; em destaque a vítima do disparo 'acidental'

EXTRA