Nota

A direção do Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM), esclarece que não há falta de oxigênio no hospital. As imagens veiculadas na manhã deste sábado (22) mostram operários carregando cilindros de ar comprimido, gás que movimenta equipamentos pneumáticos utilizados nos atendimentos de saúde.

A direção da unidade esclarece que o abastecimento de ar comprimido através de cilindros se fez necessário devido a revitalização que está sendo realizada no hospital. O telhado da unidade, que não passava por manutenção há 14 anos, está sendo reformado e, durante as obras, foram identificados pequenos vazamentos de ar comprimido, que estão sendo consertados.

É importante ressaltar que o abastecimento de ar comprimido em cilindros é uma medida de prevenção, tomada com objetivo de garantir que nenhum atendimento fosse prejudicado durante o conserto dos vazamentos com solda, etapa da obra que dura no máximo 1 hora.

Ar Comprimido

O ar comprimido é uma mistura de gases atmosféricos, não inflamável, não tóxica, inodora e incolor. É amplamente utilizado como fonte de energia (para movimentar máquinas e equipamentos) e dentro das unidades de saúde é utilizado na ventilação mecânica de pacientes, durante cirurgias, por exemplo.