Início Mundo Número de casos diários de covid-19 no mundo bate recorde e chega...

Número de casos diários de covid-19 no mundo bate recorde e chega a 1,4 milhão

Na Europa, mais de 763 mil novos diagnósticos foram registrados somente nesta segunda-feira.

Pela primeira vez o número de casos de covid-19 no mundo ultrapassou a marca de 1 milhão em um único dia, com 1,4 milhão de diagnósticos positivos para a doença. Os dados são da plataforma “Our World in Data”, que é vinculada à Universidade de Oxford.
Desde janeiro de 2020, quando a base de dados foi iniciada, alguns grandes picos foram contabilizados, mas foi somente com o avanço da variante Ômicron que o maior recorde foi registrado. Anteriormente, as maiores marcas eram do dia 23 de dezembro (983,3 mil casos), 28 de abril (905,8 mil) e 23 de abril (904,4 mil).
Desse quantitativo, o país que teve mais testes positivos foi os Estados Unidos, com mais de 512.553 casos, o que representa cerca de 37% do total. Logo após aparecem o Reino Unido, com 318.699 casos e a Espanha. O continente europeu segue liderando o número de casos da doença, somente nesta segunda-feira, 27, 763.876 novos casos foram contabilizados.
Epicentro
A Europa se tornou o epicentro mundial do repique da pandemia, com 2.901.073 novos casos nos últimos sete dias (55% do total mundial), e o maior número de mortes, 24.287 em uma semana (53% do total), seguida por Estados Unidos/Canadá (10.269 mortos, 22%).

Na França, onde no sábado os 100 mil novos casos foram superados pela primeira vez em 24 horas desde o início da pandemia, o passaporte sanitário atual será substituído pelo passaporte de vacinação, o que significa que será obrigatório ser vacinado (ou curado da covid), além de receber uma dose de reforço para entrar em determinados locais.

“Tudo isso parece um filme que nunca acaba”, admitiu o primeiro-ministro francês, Jean Castex, ao apresentar as novas medidas para enfrentar uma “situação de saúde extremamente tensa”.

Assim, “a partir de segunda-feira e durante um prazo de três semanas”, “será obrigatório o trabalho remoto”, quado possível, e “à razão de no mínimo três dias por semana e, se for possível, quatro dias”, detalhou.

Dinamarca e Islândia anunciaram recordes diários de casos, assim como a Grécia, que voltou a impor o uso de máscara ao ar livre e fechará bares e restaurantes à meia-noite, também limitando o número de mesas. A Noruega, por sua vez, informou que a nova variante do coronavírus agora é dominante na capital, Oslo.

odia