Palmeiras bate Corinthians com gol contra e dispara na liderança do Brasileirão

Roni, no segundo tempo, corta errado e dá vitória ao rival, que abre nove pontos de folga na ponta do campeonato

  • Resumão

    Um gol contra do volante Roni, do Corinthians, decidiu o Dérbi deste sábado e permitiu que o Palmeiras disparasse na liderança do Campeonato Brasileiro – agora nove pontos à frente do próprio rival, o segundo colocado. O resultado não foi exatamente justo. O Timão foi superior em boa parte do jogo na Neo Química Arena e finalizou mais a gol, sobretudo com Renato Augusto. Mas acabou punido no segundo tempo por uma falha dupla de dois jogadores que haviam entrado depois do intervalo: Fagner, que errou inversão de bola, e Roni, que acabou mandando contra. Foi a sexta vitória seguida do Palmeiras no Brasileirão.

    Corinthians x Palmeiras - Melhores Momentos

    Na tabela

    Com a vitória, o Palmeiras foi a 48 pontos, nove acima do Corinthians, segundo colocado. A folga na liderança pode cair neste domingo. Se o Fluminense vencer o Inter no Beira-Rio, assumirá a vice-liderança e diminuirá a distância para sete – o Athletico também pode cortar a diferença para oito. Clique aqui e veja a tabela completa do Brasileirão.

  • Próximos jogos

    O Corinthians volta a campo na quarta-feira. Às 21h30, recebe o Atlético-GO no duelo de volta das quartas de final da Copa do Brasil – depois de perder a partida de ida por 2 a 0. Pelo Brasileirão, os rivais jogam no domingo, 21/08. O Palmeiras tem jogão contra o Flamengo às 16h no Allianz Parque. O Corinthians visita o Fortaleza às 18h.

  • Amarelo ou vermelho?

    Uma entrada de Róger Guedes em Gustavo Gómez no primeiro tempo gerou revolta nos palmeirenses. O árbitro Raphael Claus deu amarelo para o atacante corintiano e depois foi ao monitor revisar o lance. Mas decidiu manter a cor do cartão – depois de Guedes argumentar com o árbitro, com Abel Ferreira e com o próprio Gómez que não teve intenção de acertar o adversário com a sola.

    Central do Apito: Sandro Meira Ricci concorda com cartão amarelo para Róger Guedes
  • Pênalti?

    No fim do jogo, o Corinthians pediu pênalti em toque de mão de Murilo, zagueiro do Palmeiras. Para Sandro Meira Ricci, da Central do Apito, Raphael Claus acertou ao não marcar a penalidade.

    Central do Apito: Sandro Meira Ricci não vê pênalti em toque no braço de Murilo

    Central do Apito: Sandro Meira Ricci não vê pênalti em toque no braço de Murilo

  • Primeiro tempo

    O jogo começou movimentado, com as duas equipes buscando o ataque. A diferença foi a lucidez com que o Corinthians chegou à frente. Nos primeiros 15 minutos, o time da casa teve três chances para abrir o placar. Na primeira, Lucas Piton acionou Róger Guedes, que deixou de calcanhar para Renato Augusto encontrar Yuri Alberto. O chute, na direção da área, parou na marcação. Depois, Renato Augusto bateu da entrada da área, e Weverton fez boa defesa. Na sequência, Yuri Alberto recebeu livre e emendou uma bicicleta – defendida com tranquilidade pelo goleiro do Palmeiras. O Verdão tentou reagir: finalizou com Murilo, de cabeça, por cima, e com Rony, em chute cruzado bem defendido por Cássio. Depois, Fausto Vera respondeu com um chute de longe, para fora, e Renato Augusto teve outro mais perigoso, para nova defesa de Cássio. E aí Rony retrucou com mais um chute sobre o gol. Não havia acabado: Renato Augusto, outra vez, arriscou pancada – mas também por cima.

    Fausto Vera carrega a bola, marcado por Piquerez, em Corinthians x Palmeiras

  • Segundo tempo

    O Corinthians começou melhor também no segundo tempo. Com cinco minutos, Renato Augusto tentou mais uma finalização: chutou de canhota, buscou o ângulo e quase fez um golaço. Rony respondeu quase na mesma moeda: da entrada da área, também bateu colocado, mas de direita – igualmente para fora. Aos 13, Lucas Piton bateu cruzado e viu a bola desviar em Gustavo Gómez e quase enganar Weverton, que precisou dar um tapa no ângulo. Na sequência, após linda jogada de Fagner, Gustavo Mosquito mandou na área, Murilo desviou contra, e o goleiro palmeirense novamente ficou com a bola. O domínio alvinegro levou Abel Ferreira a mexer no time: saíram Raphael Veiga e Rony, entraram Gabriel Menino e Wesley. Vítor Pereira respondeu com Roni e Adson nos lugares de Fausto Vera e Gustavo Mosquito (antes, Fagner já havia entrado na vaga de Rafael Ramos, lesionado). E quem chegou ao gol foi o Palmeiras. Aos 26, após inversão errada de Fagner, Dudu avançou com a bola e tocou para Wesley, que acionou para Piquerez. No cruzamento do uruguaio, Roni tentou cortar e mandou contra. Cássio não teve o que fazer: 1 a 0. A partir daí, embora o Corinthians tentasse uma reação, o jogo ficou mais controlado pelo Palmeiras, que conseguiu dominar o relógio e levar o duelo sem sustos até o fim.

    Roni faz gol contra em Corinthians x Palmeiras