Parintins, no AM, confirma 1º caso de varíola dos macacos; paciente morreu

A Secretaria Municipal de Saúde de Parintins, no interior do Amazonas, confirmou na tarde deste sábado (27), o primeiro caso de Monkeypox, mais conhecido como varíola dos macacos, no município. O homem morreu, mas, de acordo a Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS-AM), em decorrência de outra doença.

Na capital Manaus, segundo a mesma FVS-AM, há 18 registros da doença. Os três últimos foram confirmados nessa sexta-feira (26). 95% dos casos da doença no estado são em homens.

Segundo o órgão, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS PIN) da Coordenação de Vigilância em Saúde de Parintins, o caso foi notificado no dia 12 de agosto, mas a confirmação para Monkeypox só veio no dia 18 de agosto.

O paciente era imunossuprimido e, após ser infectado pela varíola, apresentou febre, fraqueza e erupção cutânea sugestivas à doença na face, nos membros superiores e inferiores.

Com o agravamento do quadro, o homem chegou a transferido para Manaus e internado na Fundação de Medicina Tropical Doutor Vieira Dourado com quadro clínico de doença pulmonar e lesões cutâneas.

Durante internação o diagnóstico de MonkeyPox deu positivo, mas a doença não tem relação com a morte, que foi causada por problemas de saúde pré-existentes.

A FVS também confirmou o caso, e negou que a morte do homem ocorreu em decorrência da infecção pela varíola.

G1AM