PF apreende 1,4 tonelada de skunk em rio do AM considerado porta de entrada de droga internacional no Brasil

Pela primeira vez, a Polícia Federal e a Polícia Militar do Amazonas navegaram pelo Rio Marié, no Amazonas, por quase 20 dias. A operação resultou na apreensão de 1,4 tonelada de droga do tipo skunk e de duas armas de fogo. Após o trabalho, a PF concluiu que “grande parte da droga internacional” que chega ao Brasil entra pelo Rio Marié.

A operação começou no dia 22 de agosto deste ano, e encerrou na quinta-feira (8), com o retorno da equipe a Manaus. Segundo a PF, a ação colocou em prática o planejamento de fiscalização e buscou produzir “conhecimento da região amazônica”.

Operação reuniu policiais federais e PMs do Amazonas — Foto: PF-AM

O Rio Marié está localizado entre os municípios de Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. “Local considerado de difícil acesso”, destacou a PF.

Além de policiais federais, participaram da operação PMs da Companhia de Operações Especais da Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

Foram 18 dias de operação, sendo dez dentro do Rio Marié. Os 16 agentes envolvidos percorreram 3.120 quilômetros em cinco embarcações.

Operação no Rio Marié, Amazonas, apreendeu drogas e armas — Foto: PF-AM

Apreensões

 

Durante o período em que os policiais federais permaneceram no Rio Marié foram realizadas duas abordagens consideradas importantes pela PF. A ação resultou na apreensão de 1,4 tonelada de droga do tipo skunk, além de duas armas de fogo de procedência ilegal.

Operação no Rio Marié, no Amazonas  — Foto: PF-AM

G1AM