Polo Industrial de Manaus fatura R$ 82 bilhões no primeiro semestre e registra crescimento de 10,7%

O Polo Industrial de Manaus (PIM) fechou o primeiro semestre deste ano com faturamento R$ 82,32 bilhões. De acordo com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), o resultado representa um crescimento de 10,74% na comparação com o mesmo período de 2021, quando o PIM faturou R$ 74,33 bilhões.

Em dólar, o faturamento do PIM entre janeiro e junho totalizou US$ 16.51 bilhões, o que equivale a um aumento de 19,25% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado (US$ 13.85 bilhões).

Exportações

 

No primeiro semestre deste ano, as exportações do PIM também fecharam em alta.

Entre janeiro e junho, as fábricas registraram US$ 265.99 milhões em vendas externas, o que equivale a um crescimento de 25,72% na comparação com igual período do ano passado (US$ 211.56 milhões).

Empregos

 

Outro resultado positivo do PIM nos primeiros seis meses de 2022 ocorreu nos indicadores de empregabilidade.

Em junho, o PIM contabilizou um total de 107.594 trabalhadores, entre efetivos, temporários e terceirizados, o que equivale a um crescimento de 3,56% na comparação com igual mês de 2021 (103.893 trabalhadores).

Com os resultados apurados até junho, a média mensal de empregos do PIM em 2022 ficou estabelecida em 107.229 trabalhadores, representando aumento de 3,39% ante igual intervalo do ano passado (103.715 trabalhadores).

Segmentos e produtos

 

O segmento de Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico, com faturamento de R$ 26,82 bilhões no primeiro semestre e crescimento de 32,31% na comparação com igual período de 2021, segue na liderança de representatividade entre todos os subsetores do PIM.

Outros segmentos que se destacaram neste intervalo incluem Duas Rodas (faturamento de R$ 12,05 bilhões e crescimento de 31,23%), Termoplástico (faturamento de R$ 7,46 bilhões e crescimento de 7,83%) e Químico (faturamento de R$ 6,99 bilhões e crescimento de 12,59%).

Entre os principais produtos fabricados pelo PIM, os maiores destaques do primeiro semestre foram:

  • os telefones celulares, com 7.992.159 unidades produzidas e aumento de 20,61%;
  • motocicletas, motonetas e ciclomotos, com 677.389 unidades produzidas e crescimento de 18,13%;
  • tablets, com 1.120.331 unidades produzidas e crescimento de 23,30%;
  • unidades evaporadoras para split system, com 201.639 unidades produzidas e crescimento de 151,12%; e
  • unidades condensadoras para split system, com 115.606 unidades produzidas e aumento de 142,18%.

 

G1AM