Prefeito David Almeida alerta para prejuízo com vandalismo e roubo de cabos na Ponta Negra

 

O prefeito de Manaus, David Almeida, fez um importante alerta nesta terça-feira, 30/8, no complexo turístico da Ponta Negra, zona Oeste, durante visita a obras do Local Casa de Praia, sobre o vandalismo e o furto de cabos de energia elétrica e de luminárias de LED na capital.

“Arrombaram cadeado, corrente, tiraram cabos e fios, fizeram a limpeza. Isso tem causado muito prejuízo à Prefeitura de Manaus. Foram mais de 45 quilômetros de cabos furtados e estamos gastando mais em reposição do que em expansão de LED para nossa cidade. Nos ajude denunciando”, disse o prefeito, usando suas redes sociais para viralizar a denúncia para coibir atos de vandalismo e crimes de furto ocorridos em espaços públicos municipais.

Nas últimas 24 horas, o parque Ponta Negra teve a subestação invadida, com roubo de cabos e vandalização no local, destruição de cadeado e porta arrombada, segundo informou o superintendente da Unidade Gestora de Projetos Municipal de Energia (UGPM), Elder da Silveira.

“Este ano, de janeiro a agosto, foram mais de 9 mil metros de cabos furtados e 232 luminárias na capital. No bairro Ponta Negra, onde fica o parque, registramos o furto de 451 metros de cabos e 10 luminárias”, disse Silveira, lembrando que o crime, no complexo, causa principalmente prejuízo às atividades comerciais que operam no espaço público e aos frequentadores que usam os serviços.

A partir dos dados da UGPM Energia, a prefeitura vai mobilizar ações e intervenções para minimizar danos, reforçando o policiamento com a Guarda Municipal e a Polícia Militar.

Os furtos e vandalismo geram transtornos aos clientes e devem ser comunicados à empresa concessionária Amazonas Energia, para que faça o desligamento da rede no local, uma vez que a mesma permanece energizada.

Depois dos reparos e reposição dos cabos, a energia é religada e é normalizado o fornecimento. A comissão que atua no parque tem intensificado as rondas noturnas e pela madrugada, a fim de coibir os crimes.

A população pode ajudar denunciando sobre a movimentação de pessoas suspeitas, para a Guarda Municipal, no 153, e ainda à Polícia Militar, para a 19ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atende a área. A Ciclopatrulha também funciona no parque para o combate a atos de vandalismo e crimes, e o contato é o 98842-2586.

O Código Penal Brasileiro (CPB) prevê prisão de 1 a 4 anos e multa em caso de condenação por furto ou por receptação de material roubado.

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Fotos – Ruan Souza / Semcom e  Divulgação / Implur