Prefeitura de Manaus fomenta turismo esportivo e lança ‘Manaus Adventure 2022’

Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), lançou, na manhã desta quarta-feira, 27/7, o projeto de turismo esportivo “Manaus Adventure 2022”, que será o maior evento de esporte de aventura integrado no coração da Amazônia, de 14 a 16 de outubro. O lançamento aconteceu no complexo turístico Ponta Negra, na zona Oeste.

O objetivo do projeto, realizado em parceria com o governo do Amazonas, via Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), é inserir a capital amazonense no circuito brasileiro e mundial do turismo de aventura. Nesta edição, o Manaus Adventure deve reunir cerca de mil atletas amadores e profissionais dentre locais, nacionais e internacionais.

O Manaus Adventure 2022 acontecerá com a realização da 1ª edição da Copa Brasil de Turismo de Pesca Esportiva; 1ª edição do Circuito Internacional de Natação em Águas Abertas; 1ª edição do Jungle Adventure Sport; 8ª edição do Torneio Esportivo Amigos do Tarumã e a 1ª edição do Manaus Kid’s Adventure.

Durante a solenidade de lançamento do projeto, o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira, destacou que as modalidades esportivas que serão realizadas de forma integrada visam promover uma das mais extraordinárias experiências na região amazônica para atrair atletas de alta performance de nível internacional.

“Eu não tenho dúvidas de que será o maior evento de turismo de aventura realizado no coração da Amazônia. Este evento integra a pesca esportiva, natação internacional em águas abertas e esportes de aventura que são: tirolesa, escalada, rapel, corrida com obstáculos. Esse evento vai colocar a nossa Manaus no roteiro internacional do turismo de aventura”, avaliou Oliveira.

O Manaus Adventure 2022 reúne atividades de pesca esportiva, desafio internacional de natação em águas abertas, arrancada de rabetas, campeonato de Stand Up Paddle (SUP), e atividades de aventura como arvorismo, mountain bike, tirolesa, escalada, rapel, rastejamento na areia, corrida de tronco, entre outras ações.

Oreni Braga, diretora de Turismo da Manauscult, enfatizou que Manaus vem recebendo investimentos de infraestrutura e aperfeiçoamento da mão de obra qualificada para movimentar o mercado com o aumento no fluxo local.

“Esse evento é inovador, gerador de fluxo. Daí o porquê de estarmos envolvidos em divulgar e promover Manaus para esse turismo esportivo e de evento, assim como os outros eventos que irão acontecer na cidade. Mas, o Manaus Adventure tem algo peculiar: ele mexe com a adrenalina, com a vontade de ir, de viver a experiência, de consumir, de estar junto. E, Manaus, a nossa capital da Amazônia, é esse grande celeiro para que isso possa acontecer”, frisou Oreni Braga.

A natação em águas abertas tem sido uma aventura desafiadora. Nadar no maior rio do mundo, no coração da Amazônia, é mais desafiador ainda. O evento irá trazer atletas de renome como a brasileira Ana Marcela, atual campeã olímpica de 10 quilômetros, pentacampeã mundial de 25 quilômetros e campeã mundial de 5 quilômetros em 2022, além de outros atletas internacionais de peso como o francês Axel Reymond, bicampeão mundial de 25 quilômetros, neste ano, para desafiar as águas do rio Negro e posicionar Manaus nesse novo mercado do turismo mundial.

De acordo com Pierre Gadelha, organizador de evento esportivo na modalidade natação, o desafio em águas abertas do Manaus Adventure vai acontecer entre três competidores de renomes internacionais, sendo dois atletas do Brasil, dois da Espanha e dois da França.

“Para o desafio, estamos trazendo dois nadadores de cada país: Brasil, Espanha e França, que vão se desafiar nas águas do rio Negro, fazendo um percurso, cada um, de 1.500 metros por duas vezes. Vai ser um desafio bem interessante”, concluiu Pierre.

“O projeto também busca despertar nas pessoas locais o espírito esportivo utilizando práticas culturais como a arrancada de rabeta, o campeonato de Stand Up Paddle (SUP), entre outros, unindo a expertise internacional com o conhecimento local e promovendo uma das mais extraordinárias experiências na aventura amazônica”, comentou Kleist Mendonça, organizador de evento esportivo na modalidade adventure.

“O turismo de aventura ocorre em todo o mundo, mas, na Amazônia, é o turismo de aventura e o esporte de aventura. Então, nós somos os responsáveis pela oferta de turismo e esporte de aventura da Amazônia que, com suas dificuldades naturais, transformamos em eventos competitivos”, explicou Mendonça.

O organizador de evento esportivo na modalidade pesca esportiva, Rogério Bessa, falou sobre a importância do apoio do poder público na realização de eventos esportivos e na exploração dos atrativos naturais como rios e florestas, e fazer da pesca esportiva uma grande bandeira.

“A pesca é um grande vetor, um fio condutor de emprego, renda e oportunidade aqui para o Estado, tanto para a capital quanto para o interior. Vamos levantar cada vez mais a bandeira do turismo, a bandeira da pesca esportiva e a bandeira do turismo de aventura”, disse Bessa.

Turismo de Aventura

O turismo de aventura no mundo movimenta cerca de 152 milhões de pessoas ao ano, com um faturamento na casa de US$ 683 bilhões de dólares, de acordo com a entidade internacional Adventure Travel Association (pesquisa de mercado aliado), com a expectativa de atingir um faturamento na ordem de US$ 1.169.095 trilhão em 2028. O gasto médio do turista de aventura é de US$ 4,5 mil dólares, e a idade média do praticante desse segmento turístico é de 51 anos. Esse turista costuma viajar duas vezes ao ano.

O Brasil foi eleito pela 3ª vez como o primeiro destino para a prática do turismo de aventura no mundo, mas ainda recebe pouco mais de 1,2 milhão de turistas ao ano. A região Norte do Brasil representa 1,8% do fluxo do país, um pouco mais de 21.545 turistas ao ano.

Texto – Emanuelle Baires / Manauscult

Fotos – Antonio Pereira / Semcom