Prefeitura de Manaus realiza evento de empoderamento feminino voltado às servidoras da Semed

Com a temática “Mulheres inspiradoras e seus recomeços”, a Prefeitura de Manaus realizou, nesta quinta-feira, 17/11, o Fórum Municipal de Políticas Públicas voltadas para a Mulher, tendo como público-alvo as servidoras da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A iniciativa teve a finalidade de promover o diálogo e a reflexão de políticas públicas e educacionais relacionadas à atuação das mulheres nas diversas esferas da sociedade. O evento ocorreu no auditório da sede do órgão, localizado no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul.

A ação foi coordenada pelo projeto “Mulheres que Inspiram Mulheres” (MIM), que atua na autoafirmação e empoderamento feminino, bem como na promoção do aprendizado a fim de inspirar outras mulheres a fim de potencializar seu poder de participação social.

A secretária municipal de Educação, professora Dulce Almeida, falou sobre o empoderamento feminino presente nas ações da rede municipal de ensino.

“Nesse evento, evidenciamos e trabalhamos a questão da sonoridade, no sentido de nos apoiarmos e nos admirarmos, porque a história da mulher sempre é voltada de lutas. Neste mundo em que a tomada de decisões ainda é muito masculina e nós, mulheres, precisamos conquistar a cada dia o nosso espaço. Então, fico feliz pelo momento de parada e reflexão que estamos exercitando, porque é essencial para a sociedade”, declarou Dulce.

A advogada especialista em Direitos da Mulher, Dra. Sophie Beatrice Nóvoa, tratou sobre o direito da mulher e o combate à violência contra mulher. Ela comentou o porquê é importante estimular esse debate entre os servidores da Semed.

“A violência doméstica acontece principalmente por um tabu social. A gente não tem dificuldade para encarar e é por isso que tantas vítimas não conseguem denunciar. Então, é importante esse tipo de discussão nos órgãos públicos, porque conseguimos desmistificar essa questão e quando isso ocorre conseguimos trabalhar em cima desse problema social”, comentou a doutora.

Entre as participantes do evento, estava a psicóloga Leila Carvalho, lotada na sede da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 1, que considerou a ação positiva e bem explicativa.

“Isso tudo é muito importante, porque essa questão da ação com as mulheres precisa ser muito debatida. De acordo com as palestrantes, apesar de existirem as leis, ainda existem muitos entraves sociais, por isso é interessante que sempre ocorra esses debates”, disse Leila.

Texto – Andrew Ericles / Semed

Fotos – Cleomir Santos / Semed