Produção industrial no Amazonas reduz 3,0% em quatro meses

Dados apontam, ainda, que indústria também assinalou negativamente no acumulado nos últimos 12 meses, com 2,7%.

Em abril, a produção industrial no Amazonas entre janeiro e abril deste ano reduziu 3,0%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta terça-feira (11).

Os dados apontam, ainda, que indústria também assinalou negativamente no acumulado nos últimos 12 meses, com 2,7%.

Já na comparação de abril com o mês imediatamente anterior, o setor diminuiu 1,2%.

“Foi a segunda queda seguida e quinta taxa mais elevada entre as unidades da federação pesquisadas. A média nacional ficou em 0,3%; entre os estados o melhor desempenho foi de Pernambuco com 8,3% e o pior foi o Pará -30,3%”, informou o IBGE no Amazonas.

Por outro lado, na comparação com abril 2018, o setor industrial registrou aumento de 4,0% em abril de 2019, com cinco dos 10 locais pesquisados registrando resultados positivos, ocasionando o crescimento significativo no mês.

Bebidas (42,8%), máquinas e equipamentos (42,1%), produtos de metal (12,4%), derivados de petróleo (1,5%) e indústria extrativa (0,5%) foram as atividade que contribuíram positivamente, com os seguintes produtos: preparação e xarope e refrigerantes; ar condicionados e terminais de auto atendimento; aparelhos e barbear e artefatos de ferro e aço; gasolina e óleo diesel; e gás natural.

“Por outro lado, impressão reprodução e gravações (-62,9%), máquinas aparelhos e materiais elétricos (-19,2%), informática e eletrônicos (-9,2%), borracha e plástico (-4%) e outros equipamentos de transporte (-0,5%). Com os seguintes produtos em queda: impressão para uso industrial; disjuntores, conversores, condutores e alarmes; relógios e decodificadores; garrafas plásticas, sacolas e chapas; e motocicletas”, informou o órgão.

Fonte: G1