Reservistas russos são levados para bases militares após convocação de Putin

O Ministério da Defesa da Rússia disse nesta quarta-feira (28) que o treinamento de reservistas recém-mobilizados havia começado em toda a Rússia.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou na quarta-feira passada (21) a primeira mobilização militar do país desde a Segunda Guerra Mundial, anunciando a convocação parcial de 300 mil reservistas para lutar na Ucrânia.

Militar russo se dirige a reservistas em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Militar russo se dirige a reservistas em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Treinamento de reservistas

 

Segundo o comunicado do ministério, os treinamentos ocorrem em três locais:

“Os cidadãos convocados da reserva estão restaurando suas habilidades na operação e manutenção de armas, e equipamentos militares e especiais”, disse o ministério em um comunicado.

 

  • Rostov, na fronteira com a Ucrânia
  • Crimeia, região tomada da Ucrânia em 2014
  • Kaliningrado, na fronteira com Polônia e Lituânia, países membros da Otan

 

Reservistas russos recebem bênção e começam treinamento
Reproduzir vídeo

Reservistas russos recebem bênção e começam treinamento

Cerca de 2.000 reservistas já haviam recebido armas na Crimeia.

Em Rostov, onde as forças russas se reuniam antes de invadir a Ucrânia em 24 de fevereiro, o ministério disse que todo o pessoal já “estava com as roupas necessárias, recebeu armas e começou a disparar nos treinamentos”.

Em Kaliningrado, onde a grande presença militar da Rússia inclui mísseis com capacidade nuclear, o treinamento começou na base da Frota Báltica.

Veja abaixo mais fotos da mobilização:

 

Reservista russo se despede de parentes antes de sua partida para uma base militar — Foto: Reuters/Stringer

Reservista russo se despede de parentes antes de sua partida para uma base militar — Foto: Reuters/Stringer

Oficial do exército russo segura carteiras de identidade militar enquanto reservistas se reúnem em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Oficial do exército russo segura carteiras de identidade militar enquanto reservistas se reúnem em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Reservistas russos embarcam em um ônibus em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Reservistas russos embarcam em um ônibus em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Reservista russo se despede antes de sua partida para uma base militar — Foto: Reuters/Stringer

Reservista russo se despede antes de sua partida para uma base militar — Foto: Reuters/Stringer

Parentes e conhecidos dos reservistas russos acompanham a partida deles em Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Parentes e conhecidos dos reservistas russos acompanham a partida deles em Volzhsky, na Rússia — Foto: Reuters/Stringer

Reservistas russos são registrados em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: REUTERS/Stringer

Reservistas russos são registrados em um ponto de encontro na cidade de Volzhsky, na Rússia — Foto: REUTERS/Stringer