Robson Maia é eleito presidente da Federação Estadual Rio de Atletismo

FERAt nasce com a missão de resgatar a auto-estima do atletismo fluminense.

O atletismo do Rio de Janeiro deu um passo decisivo para superar os problemas que há muitos anos assolam a modalidade esportiva fluminense. No último sábado (27/3), quinze clubes reuniram-se em Assembleia Geral e fundaram a Federação Estadual Rio de Atletismo (FERAt). A nova entidade que nasce diante de enormes desafios pretende assumir a representação institucional do atletismo do Rio junto a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e iniciar uma jornada de resgates, organizações e realizações ancoradas nas boas práticas desportivas. A ousada iniciativa consagrou os ex-atletas Robson Maia (presidente), e Jorge Archanjo (vice-presidente), como gestores da FERAt para o exercício 2021-2024.

Assembleia Geral

Composta por ex-atletas, o advogado Aílton Moraes Gonçalves Barros (presidente), a pedagoga Marilette Oliveira Casale (vice-presidente), e o jurista Fábio de Souza Peragene (secretário), a Comissão Eletiva conduziu com sucesso todas as etapas do edital de fundação da FERAt.

Foi um evento digno da importância do tema. Por mais de três horas de reunião os representantes de clubes e candidatos à presidência da FERAt debateram a minuta do Estatuto Social, documento base de toda organização constituída com personalidade jurídica.

Representatividade

Um dos desafios imprescindíveis dos eleitos será reconduzir o atletismo do Rio de Janeiro à uma agenda consistente que permita aos atletas, técnicos, árbitros, clubes e parceiros atuarem como protagonistas e usufruir de um ambiente inspirador e coletivo.

Começando praticamente do zero a nova federação está estruturada dentro dos atuais conceitos de gestão e transparência da Lei Pelé. Tanto que instituiu como um dos poderes da FERAt o Conselho de Administração, colegiado que acolhe junto a presidência, os representantes dos atletas e treinadores e árbitros.

Uma Pista Para o Futuro

Coordenado por Robson José Maia da Silva, Jorge Archanjo e Nelson Rocha dos Santos o grupo de gestão esportiva Uma Pista Para o Futuro ampliou sua interlocução em defesa da FERAt. Ao longo da caminhada conquistou o apoio e adesões de Weldon Maranhão Massi, Valmir Fausto Araújo, Michele Barreto, Érica Roberta, Marta Marcusso, Romeu Emidgio, Ione Campello e Creuzimar Borges Gomes, Maria Júlia Ferreira, Lica Oliveira, Rodrigo França, dentre outros.

O projeto da nova federação nasceu em 2015, num momento o qual a perspectiva era vaibilizar uma candidatura às eleições da Federação de Atletismo do Estado do Rio de Janeiro (FARJ). Porém, após o conhecimento de informações sobre a situação fiscal e trabalhista da referida entidade, a proposta em fundar uma nova representação emergiu.

Já em 2020, a partir do segundo semestre, inúmeras reuniões presenciais, pela internet, debates e tratativas evoluíram até 27 de março de 2021, data consagrada para este novo capítulo do atletismo do Rio de Janeiro.

FONTE: VIAONLINEBRASIL