SIMONY FESTEJA 46 ANOS COM O EX-MARIDO, O RAPPER AFRO-X, PAI DE DOIS DOS SEUS FILHOS

Simony celebrou seus 46 anos com uma festa em São Paulo com os filhos e o ex-marido, o rapper Afro-X, com quem ela foi casada no início dos anos 2000.

A cantora e o rapper se conheceram quando Afro-x estava preso e cumpria pena por assalto à mão armada. Eles tiveram dois filhos, Ryan, hoje com 20 anos, e Aysha, de 18, que aparecem na foto acima com os pais.

Atualmente, Simony está noiva do cantor Felipe Rodriguez e outros dois filhos. Já Afro-x, de 48 anos, se casou em dezembro com a arquiteta Roberta Ronise, de 25.

 

Simony e Afro-X com os filhos Ryan e Aysha

Em fevereiro, Simony relembrou seu casamento com Afro-X em entrevista ao podcast “Papagaio falante”, apresentado por Sérgio Mallandro. A cantora do grupo “Balão Mágico” conta que conheceu o rapper no início dos anos 2000 num show dos Racionais MC, em São Paulo, e que, na ocasião, não sabia que ele estava preso.

“Quando eu o conheci, não sabia que ele era ladrão de banco. (…). Ele disse que estava preso. Eu falei: ‘ah, preso nada’. E não é que ele estava preso mesmo?. Comecei a me envolver e quando eu vi já estava lá dentro da cadeia”, disse ela, afirmando que foi bastante julgada pelo relacionamento.

“Eu fui no linchamento do Brasil, a pessoa mais linchada que você pode imaginar. Eu na época, fui linchada… (…). Eu já estava grávida e queria desistir (do relacionamento). E pensei: o que vou fazer da minha vida agora? Fui muito julgada. Fui massacrada. (…) As pessoas me julgavam muito, grampearam o meu telefone e acharam até que eu era do crime organizado”, lembra.

 

Simony em seu primeiro casamento, com Afro X, em 2001

Na entrevista, Simony afirmou que não teria o mesmo comportamento hoje. “Me vendo hoje, eu não faria, e penso: ‘a Simony era muito louca’. (…) Foi uma história muito bonita, mas que me deu muitos problemas pessoais. Acho que eu fui muito corajosa, porque eu não precisava aparecer por conta disso. Foi um relacionamento que deu certo quando tinha que dar”.

Ela ainda lamenta que seus filhos e Afro-X sejam julgados até hoje. “O que ele fez ou deixou de fazer, ele já cumpriu, já pagou. Eu não tenho nada com a vida que ele teve. (…). Ele hoje está casado e esteve lá em casa com a esposa dele… (…) Quero que as pessoas hoje olhem para os meus filhos e não os julguem, e nem me julguem, nem a ele, porque ele já pagou. Quem sou eu para julgar alguém? Acho que precisa existir um respeito. Ele é pai dos meus filhos. Meus filhos sabem a história do pai desde que são crianças, porque eu fiz questão de contar para que eles não fossem julgados na escola. Eu arrumei a cabecinha dos meus filhos para que eles conhecessem a história do pai, e eu segurei no peito. Ninguém segurou por mim”.

Durante a entrevista, ela lembra que estava visitando o marido na cadeia na época que aconteceu uma rebelião. “Fiquei 48h presa lá dentro. Deu medo a hora que eu vi o choque bater nas pernas e eu falei: ‘agora eu vou morrer'”.

 

Simony e Afro X com o filho Ryan em 2002

 

Afro-X com Ryan e Aysha, os dois filhos que ele teve com Simony
Simony com os quatro filhos
EXTRA