Suspeito de matar comerciante em ‘roleta russa’, no AM, andava com influencers e tem milhares de seguidores na internet, diz PC

Um jovem de 21 anos foi preso, na sexta-feira (22), suspeito de comandar um grupo criminoso que roubou e assassinou um comerciante de 59 anos, em Rio Preto da Eva (a 57 quilômetros de Manaus). Segundo a Polícia Civil, o jovem tem milhares de seguidores na internet e era visto frequentemente com influenciadores digitais do município.

O delegado Henrique Brasil, responsável por investigar o caso, contou que a vítima foi morta durante uma “roleta russa” promovida pelo grupo durante assalto, em janeiro. Eles roubaram R$ 13 mil, além de armas e celulares (relembre o caso abaixo). Ao menos sete pessoas participaram do crime, sendo que três já foram presas e outras quatro seguem sendo procuradas pela polícia.

De acordo com as investigações, após o crime, o suspeito era visto frenquentemente na companhia de blogueiras do município. Em uma rede social, ele é acompanhado por quase 10 mil seguidores.

Ainda segundo as autoridades, o jovem foi preso no momento em que se preparava para sair para praticar furtos com “Chapolin” – dispositivo que impede que os veículos sejam travados, permite que criminosos entrem em veículos das vítimas para cometer furtos.

Entenda o caso

 

O grupo planejou o crime depois que obteve a informação de que a vítima guardava R$ 100 mil em dinheiro, no comércio do qual era proprietário. O comerciante foi rendido no momento em que chegava de Manaus.

No início do mês, as autoridades já haviam capturado outros dois suspeitos, e há outras quatro pessoas sendo procuradas.

“Três dos suspeitos simularam que o carro deles estava em pane seca e pediram para comprar gasolina no estabelecimento. Na ocasião, a vítima pediu para que um dos investigandos entrasse no comércio e pegasse o combustível, foi quando ele foi rendido. Em seguida, o suspeito de 21 anos adentrou o comércio e anunciou o assalto, enquanto os demais integrantes da quadrilha rendiam os familiares da vítima e buscavam o dinheiro”, detalhou Henrique Brasil.

 

Na ocasião, o grupo conseguiu encontrar R$ 13 mil, além de uma espingarda, uma pistola e aparelhos celulares dos familiares da vítima. Entretanto, o jovem de 21 anos exigiu às vítimas os R$ 100 mil, e passou a fazer “roleta russa” com as vítimas, para obter mais informação sobre o dinheiro.

Durante a ‘roleta russa’, o comerciante foi atingido por com um tiro fatal em sua cabeça, disparo pelo suspeito que foi preso na sexta (22).

G1AM