Trio é preso suspeito de matar idoso acusado de estuprar criança, em Manaus; polícia não achou indícios de violência sexual

Três pessoas foram presas, nesta quinta-feira (28), suspeitas de participação no linchamento de um idoso de 60 anos, no bairro Mauzinho, Zona Leste de de Manaus. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi morta após ser acusada de estuprar uma menina de dez anos. Entretanto, as investigações não encontraram indícios de violência sexual.

A delegada Deborah Barreiros, responsável por investigar o caso, informou que o crime ocorreu no dia 5 de março, e teria o envolvimento de traficantes de drogas da região. Na época, as imagens das agressões sofridas pelo idoso circularam nas redes sociais.

“Quando começamos a apurar o caso, descobrimos que traficantes do bairro Mauzinho implementaram um ‘tribunal do crime’ para punir essa vítima, que teria supostamente abusado uma criança”, explicou a delegada.

No entanto, durante as investigações, os policiais não encontraram indícios de que o idoso teria cometido os abusos sexuais.

“A mãe da criança chegou a registrar um boletim de ocorrência na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente, mas durante os depoimentos, a menina relatou que não sofreu nenhum tipo de agressão física ou de violência sexual.”, informou a delegada.

Deborah Barreiros afirmou que a menina não voltou a ser ouvida porque ela e a mãe não foram mais localizadas. Além disso, a polícia procura por outros dois suspeitos envolvidos no caso.

O trio foi preso em cumprimento de mandado de prisão, e encaminhado à Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na Zona Leste de Manaus. Eles ficarão à disposição da Justiça.

G1AM