Veículos usados por suspeitos de matar sargento da PM são apreendidos em Manaus; polícia procura criminosos

Sargento da PM é morto durante assalto em Manaus

Sargento da PM é morto durante assalto em Manaus

Dois veículos, um carro e uma moto, que teriam sido usados por suspeitos envolvidos na morte do sargento Manoel Pinho Gondim, da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), foram apreendidos, no sábado (12), em Manaus. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), neste domingo (13). Segundo a instituição, os veículos auxiliaram os criminosos no momento da ação.

De acordo com a Polícia Militar, o sargento morreu após reagir a um assalto a um mercadinho, na noite de sexta-feira (11), no bairro São José, Zona Leste de Manaus. Os dois suspeitos que cometiam o roubo, atiraram contra o PM e conseguiram fugir.

No sábado, um dia após o crime, uma equipe da PM abordou um carro modelo Corsa, no bairro Japiim, Zona Sul. Segundo as autoridades, o veículo foi utilizado pelos criminosos durante a ação que resultou na morte do policial.

O condutor e o veículo foram encaminhados para a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV) para esclarecimentos.

No bairro Novo Aleixo, uma outra equipe da polícia abordou um casal em uma motocicleta na Avenida Coronel Sávio Belota, após denúncias de que o veículo também teria auxiliado na fuga dos suspeitos. O condutor, de 29 anos, foi encaminhado para a DERFV para prestar esclarecimentos.

Em nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) informou que a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) segue nas buscas para localizar os dois criminosos que estiveram diretamente envolvidos no crime.

O crime

O sargento estava fora de serviço, e teria chegado ao mercadinho quando percebeu que dois criminosos estavam cometendo um assalto. Na ocasião, o policial militar sacou uma arma de fogo e iniciou uma troca de tiros com os suspeitos.

De acordo com a 9º Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o PM foi atingido com um tiro na cabeça, e chegou a ser levado ao Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, mas não resistiu. Os bandidos fugiram em uma moto, sem que fossem identificados.

A vítima era lotada no município de Careiro da Várzea (a 24 quilômetros de Manaus). A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.