Vítima de acidente com caminhão, servidor da Seduc-AM atuava com educação indígena: ‘cumpriu sua missão’

Alcilei Vale Neto, que morreu após cair de uma motocicleta embaixo de um caminhão, na Avenida Rodrigo Otávio, Zona Sul de Manaus, na manhã desta quinta-feira (11), atuava como Gerente de Educação Escolar Indígena na Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM). O Governo do Estado e a secretaria lamentaram a morte do servidor. “Cumpriu sua missão”, disse a Seduc, em nota de pesar.

Do povo Mura, Alcilei nasceu em Autazes, no Amazonas. Ele era formado em Ciências Biológicas e em Licenciatura Intercultural Indígena pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

O servidor morreu dois dias após o Dia dos Povos Indígenas, comemorado em 9 de agosto.

Alcilei era servidor na Seduc desde 2014. No ano de 2016, ele passou a ficar à frente das atividades do movimento indígena.

“Assumiu a Gerência de Educação, onde sempre esteve incansável na missão de executar e assegurar aos povos indígenas uma educação comunitária, intercultural, bi/multilíngue, diferenciada e específica, valorizando suas memórias históricas, a reafirmação de suas identidades étnicas”, disse a Seduc-AM, em nota.

A Secretaria de Educação afirmou que o servidor era dedicado e exemplar. “Alcilei Vale Neto deixa a certeza que cumpriu sua missão durante os anos dedicados à educação e ao serviço público estadual. Sempre muito atencioso e responsável, era assíduo e estava sempre disponível para ajudar a todos ao seu redor”, finaliza o texto de pesar.

O acidente

 

O acidente aconteceu depois que o condutor da moto, que trabalha como motorista de aplicativo, tombou com o veículo. Um perito que esteve no local do acidente constatou que um pneu do veículo apresentou problemas.

De acordo com o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), o acidente ocorreu por volta das 6h, no sentido Rotatória do Coroado/bairro Japiim.

O condutor da motocicleta contou que trafegava pela avenida, quando tombou com o veículo. Alcilei estava na garupa da moto e caiu embaixo da carreta, que também passava pelo local no momento.

À polícia, o motorista do caminhão relatou que tentou frear o veículo, assim que percebeu que a motocicleta virou. No entanto, segundo ele, a vítima já estava morta presa entre as rodas do caminhão.

G1AM