Emprego na Construção civil no AM tem saldo de 101 vagas em abril

O setor volta a registrar saldo positivo após oito meses de oscilações que vinham puxando o saldo para resultados negativos

A construção civil do Amazonas fechou o mês de abril com saldo de 101 vagas de emprego, conforme dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Há oito meses, o setor não registrava saldo expressivo, no Estado.

Conforme o Caged, em abril, a construção civil do Amazonas criou 735 postos e desligou 634 pessoas – o que resultou em um saldo positivo de 101 vagas. Desde agosto do ano passado, o saldo de empregos no setor vinha apresentando resultados negativos ou estáveis.

O resultado de abril deste ano também é positivo diante do saldo registrado no mesmo mês do ano passado. Em abril de 2017, o setor gerou 803 vagas e fez 1.047 desligamentos, puxando o resultado para um saldo negativo de 234 vagas.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (SINDUSCON-AM), Frank Souza, atribuiu o saldo registrado em abril de 2018 à melhora gradativa da economia nos últimos meses.

Perspectivas de melhora

Um dos setores mais afetados pela crise, a construção civil do Amazonas começou o ano com saldo de empregos negativo. Em janeiro, o setor chegou a perder 1.262 postos no Amazonas, deixando o saldo de empregos formais negativo (-691 vagas).

Em fevereiro, quando houve 668 contratações e 659 demissões, o saldo de empregos deu sinais de estabilidade, com saldo positivo de nove vagas. Em março, o saldo se manteve estável, com 816 admissões e 821 desligamentos.

Na avaliação do presidente do SINDUSCON-AM, o atual cenário econômico indica que há perspectiva de geração de novos empregos nos próximos meses.

Fonte: G1